domingo, 9 de outubro de 2016

Assassino à Preço Fixo 2

Título no Brasil: Assassino à Preço Fixo 2 - A Ressurreição
Título Original: Mechanic - Resurrection
Ano de Produção: 2016
País: Estados Unidos
Estúdio: Millennium Films
Direção: Dennis Gansel
Roteiro: Philip Shelby, Tony Mosher
Elenco: Jason Statham, Jessica Alba, Tommy Lee Jones, Sam Hazeldine, Toby Eddington, Michelle Yeoh
  
Sinopse:
Dado como morto, o paradeiro do assassino profissional Arthur Bishop (Jason Statham) finalmente é descoberto. Ele está vivendo no Rio de Janeiro, com outra identidade. O criminoso internacional Riah Crain (Sam Hazeldine) então resolve chantagear Bishop. Ele deverá eliminar três alvos, caso contrário Crain irá matar pessoalmente a garota Gina (Jessica Alba) por quem Bishop está apaixonado. Assim Bishop se vê preso em uma armadilha, mas não sem antes ter algumas cartas mortais na manga.

Comentários:
Terceiro filme com o personagem do assassino Bishop. A primeira produção foi estrelada por Charles Bronson em 1972. Em 2011 tivemos o remake, já com Jason Statham como protagonista. Agora temos a sequência. É a tal coisa, quem vai em busca de algum filme de ação com o astro Statham já deve saber de antemão o que encontrará pela frente. Ele acabou se tornando o legítimo herdeiro dos filmes de ação ao estilo anos 80 e nesse nicho se sai muito bem. É curioso porque esse filme me fez recordar muito algumas produções de James Bond nos anos 70. Estou me referindo à estrutura do roteiro e a seu estilo. Há uma cena, no bondinho do Rio de Janeiro, que é muito parecida com uma sequência de "007 Contra o Foguete da Morte" de 1979. Seu desfecho completamente absurdo (quando ele pula em cima de uma asa delta que vai passando lá embaixo) reforçou ainda mais essa impressão. Outra cena que me chamou muito a atenção vem quando Bishop precisa eliminar um rico empresário australiano (um sujeito inescrupuloso que fez fortuna com tráfico de seres humanos). O tal milionário tem uma enorme piscina suspensa no alto de sua cobertura luxuosa. Essa sequência é de longe a melhor de todo o filme. Achei extremamente bem feita, rivalizando com qualquer cena de ação mais bem elaborada da franquia Bond. Realmente ótima. As semelhanças com os filmes de 007 não param por aí. O assassino profissional Bishop faz uma verdadeira tour mundial, passando por inúmeros países (tal como costuma acontecer com Bond). Ele passa pelo Brasil, Bulgária, Austrália, Tailândia e Camboja. As locações, como eram de se esperar, são lindas, o que trouxe uma bela fotografia para o filme. Por fim um aspecto que certamente chamará a atenção dos cinéfilos é a presença no elenco do ator Tommy Lee Jones. Ele é o último alvo do "mechanic". Usando um figurino bizarro, com direito a óculos hippie e barbicha, Jones parece se divertir muito com seu vilão. O espectador deve seguir seu exemplo, encarando o filme como uma grande e descompromissada diversão. Não levar nada à sério é o grande segredo para curtir mais essa eficiente fita de ação estrelada pelo ator Jason Statham.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

4 comentários:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.6

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir
  2. Engraçado você falar em James Bond num filme do Stathan, porque as minhas filhas acham ele um cara muito bonitão e sempre me perguntam porque ele não é o ator escolhido para ser o James Bond. O acham perfeito para o papel.

    ResponderExcluir
  3. Até que seria uma boa ideia... O problema é que para ele começar toda uma nova série de filmes na pele de Bond, aos 50 anos de idade, seria mais complicado.

    ResponderExcluir