sábado, 5 de maio de 2018

Tudo que Quero

Se o tema do autismo lhe interessa de alguma forma esse filme pode ser uma boa opção. Ele acompanha a vida de Wendy (Dakota Fanning), uma garota autista que passa por um tratamento com uma especialista, a Dra. Scottie (Toni Collette); Cada passo de normalidade é uma vitória, por mais banal que ela pareça ser. A ida a um trabalho, numa lanchonete, o cotidiano do dia a dia, as roupas que vai vestir, com cores determinadas. Os autistas possuem mentes complexas. Eles podem praticar determinadas coisas que se exige um alto QI para pessoas normais. Ao mesmo tempo sofrem com coisas banais, como atravessar uma rua ou fazer os laços do sapato. Também possuem a tendência de desenvolver um ultra foco em determinados assuntos. No filme a protagonista direciona suas atenções para a série "Star Trek". Ele chega inclusive a escrever um script para a Paramount Pictures e fica obcecada em ir entregá-lo no estúdio.

E aí começam os problemas. Ela mora em uma cidade próxima de San Francisco e precisa ir até Los Angeles, algo que sua terapeuta proíbe, mas mesmo assim ela resolve fugir sem autorização. Uma pessoas com necessidades especiais como ela, sozinha numa viagem como essa, acaba criando as principais situações que o roteiro explora. Inclusive ela encontra pessoas que vão tentar aproveitar de seu autismo, inclusive a roubando, deixando sem nenhum tostão para seguir em frente em sua jornada. Atrás, tentando encontrá-la, vão sua médica e sua irmã, com claros receios do que lhe pode acontecer. Apesar do tema sobre autismo o filme procurou não tingir sua história de tintas pesadas, melodramáticas. O tom é mesmo bem mais leve, até com uma certa graça e simpatia em cada cena. Dakota Fanning convence plenamente como uma autista, o que ajuda ainda mais ao filme como um todo. Ele não consegue encarar as pessoas e tem ataques em momentos de contrariedade. Um retrato bem feito dos portadores dessa síndrome. No final gostei bastante e recomendo o filme. Especialmente indicado para familiares de pessoas com autismo.

Tudo que Quero (Please Stand By, Estados Unidos, 2017) Direção: Ben Lewin / Roteiro: Michael Golamco, baseado na peça teatral escrita por Michael Golamco / Elenco: Dakota Fanning, Toni Collette, Alice Eve / Sinopse: Wendy (Dakota Fanning) é uma garota autista que está em fase de tratamento com uma especialista, a a Dra. Scottie (Toni Collette). Hiper focada na série "Star Trek" ela decide escrever um script para um concurso promovido pela Paramount Pictures. Tudo vai bem até o dia em que ela decide fugir do centro onde está para ir pessoalmente entregar seu texto, algo que deixa em desespero sua médica e sua irmã, que não sabem para onde ele foi parar.

Pablo Aluísio. 


3 comentários:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.8

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular

    ResponderExcluir
  2. Pablo:

    A um tempo atrás fui visitar uma colaboradora e o filho dela tem autismo. Ele teve uma ataque enquanto eu estava lá. Acredite, não é nada bonito. Nada de Rain Man, nada desses filmes positivistas bonitihos, a coisa é feia de arrepiar. Os ataques, inclusive aos familiares, quando são contrariados, são muito violentos, física e verbalmente. Essa doença acaba com os pais. Uma amiga íntima da minha mulher também tem um filho autista e a vida dela foi, e é, um calvário.

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho um amigo da época da minha faculdade de direito que tem uma filha autista. Ele teve que se mudar de cidade para procurar por melhores condições de tratamento para ela. É uma questão delicada, principalmente para pais e familiares em geral.

    ResponderExcluir