terça-feira, 7 de março de 2017

Marie Antoinette

Atualmente estou lendo a biografia de Maria Antonieta escrita pelo autor Stefan Zweig. Pegando embalo na leitura tenho visto alguns filmes sobre a rainha francesa. Assim já conferi (e publiquei resenhas) sobre os filmes "Maria Antonieta", produção franco-canadense de 2006 e "Adeus, Minha Rainha" de 2012. Nenhum dos dois filmes são particularmente maravilhosos ou especiais, mas cada um, ao seu modo, resgata aspectos interessantes da última rainha da França.

A história dela, por si mesma, já é muito interessante. Ela era uma das filhas caçulas da imperatriz austríaca Maria Thereza. Tentando manter um estado de paz com a França, depois de anos de guerras sangrentas, ela acabou arranjando um casamento entre Maria Antonieta e o futuro rei da França, Luís XVI.

Eles eram apenas adolescentes quando isso aconteceu (Maria Antonieta tinha apenas 14 anos de idade) e por essa razão o casamento arranjado, pelo menos em seus primeiros anos, foi um desastre completo. Depois houve o problema de Estado (sim, de Estado!) quando o rei não conseguiu consumar seu casamento. Ele não conseguia ter relações sexuais com ela. Ter um filho era imperativo para continuar a monarquia. Só depois de sete anos de tentativas frustradas é que finalmente nasceu um herdeiro para o trono.

A vida de Maria Antonieta foi trágica porque ela, como todos sabemos, foi guilhotinada pelos radicais da Revolução Francesa. Sua vida glamorosa e cheia de excessos (ela foi considerada a primeira "fashionista" da história) causou uma revolta entre o povo francês, que na época, estava passando fome, em completa miséria. A rainha também tinha cabecinha de vento, não se importava com os assuntos do reino, procurando apenas se inteirar da última moda, para a criação de vestidos e roupas cada vez mais extravagantes. Daqui alguns dias pretendo rever a mais recente versão sobre a história de Maria Antonieta, um filme que já assisti, mas que agora pretendo rever com olhos mais críticos e atentos.

Pablo Aluísio.

Um comentário:

  1. Drama & Romance - Marie Antoinette
    Pablo Aluísio
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir