sexta-feira, 4 de maio de 2018

Exorcismos e Demônios

Filmes sobre exorcismos estão saturados. Nem iria assistir a esse filme, mas como ele entrou em cartaz nos cinemas brasileiros (uma raridade de acontecer ultimamente) resolvi conferir para ver se tinha algo a mais. Como a curiosidade matou o gato, acabei me dando mal. O filme é fraquinho realmente. Logo no começo os produtores informam que tudo é baseado em fatos reais (duvido mesmo, me engana que eu gosto!). A trama é básica. Uma jovem jornalista resolve investigar um caso de suposto homicídio envolvendo uma freira em um convento. Ela teria sido assassinada durante um exorcismo. O bispo até que conseguiu chegar a tempo antes do final do ritual, mas quando ela finalmente foi levada para o hospital acabou morrendo no caminho.

Caso real de possessão ou tudo fruto de um fanatismo exagerado por parte do padre? Aliás a origem do sacerdote me deixou em dúvida. Não me pareceu ser católico romano, mas sim ortodoxo, embora o roteiro nunca explique direito sua denominação religiosa. As igrejas mostradas no filme pelo menos me pareceram bem bizantinas. Então a trama avança com essa jornalista que não acredita em nada sendo testada pelos acontecimentos inexplicáveis que vai testemunhando. O filme quase cai no amadorismo completo. O elenco não é muito bom, com uma protagonista inexpressiva. O próprio clero é pouco convincente. Há um outro padre que mais parece um jogador de futebol brasileiro dos anos 70. Enfim, tudo bem decepcionante e fraco. Esperava muito mais, afinal o filme arranjou lugar no concorrido circuito comercial dos cinemas. Será que não havia nada melhor para exibir em nossas salas de cinema? Pelo visto, não!

Exorcismos e Demônios (The Crucifixion, Estados Unidos, Inglaterra, Romênia. 2017) Direção: Xavier Gens / Roteiro: Chad Hayes, Carey W. Hayes / Elenco: Sophie Cookson, Corneliu Ulici, Ada Lupu / Sinopse: Uma jovem jornalista resolve investigar um caso de morte envolvendo uma freira. Ela supostamente teria sido morta durante um ritual mal sucedido de exorcismo! O que teria de fato acontecido? Uma possessão do diabo real ou apenas um delírio religioso promovido por fanáticos? Conforme as investigações avançam ela descobre que há muito mais por trás de toda a história.

Pablo Aluísio. 

5 comentários:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★
    Elenco: ★★
    Produção: ★★
    Roteiro: ★★
    Cotação Geral: ★★
    Nota Geral: 5.5

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir
  2. Pablo:

    O sufixo ismo parece que foi inventado para rimas que nos salvam nessas horas. Exorcismo = Charlatanismo. A igreja tem que rever essas bobagens. Isso assustou muita gente quando a maioria era de composta de analfabetos, ignorantes e mal informados. Hoje essas tolices só servem para dar munição para espetáculo de pastores mercenários e para inflar ego de padres obtusos ou mal intencionados. Superstição no grau máximo que nem o cinema valoriza mais. Tô fora!

    ResponderExcluir
  3. Ainda é aceito e praticado, mas em raríssimas ocasiões e só com a autorização da Igreja. Estou falando é claro da Igreja Católica, porque nas protestantes isso é feito diariamente. Claro, é tudo encenação para ludibriar as pessoas mais simples. Teatrinho trash. É uma armadilha do tipo: "Olha o capeta - agora me dá o dinheiro!".

    ResponderExcluir
  4. Aliás tirando as igrejas protestantes históricas o que resta da igreja evangélica brasileira é roteiro de filme ruim, bem trash, classe Z, cheio de atores canastrões (os tais pastores da grana). O pior dos infernos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo, um dia muitos já adoraram e temeram Zeus, Apolo, Poseidon, etc. O que sobrou desses deuses hoje em dia nos sabemos; virou assunto para a Marvel.
      Ou a(as) igreja(as) se adequa(am) a cultura, informação e sabedora dos novos tempos, ou então...

      Excluir