quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Guia de Episódios - The Man in the High Castle

The Man in the High Castle 1.01
1962. O Nazismo venceu a II Guerra Mundial. Após a derrota dos Estados Unidos e seus aliados, a Alemanha de Hitler e o Império Japonês resolvem separar a América em duas enormes províncias, uma localizada na costa oeste dominada pelo Japão e outra situada na costa leste chamada de Estado Nacional do Reich, controlada por Berlim. Hitler está envelhecido e doente. Todos esperam por sua morte iminente, enquanto seus principais oficiais, entre eles Heinrich Himmler e Joseph Goebbels, lutam pela chance de se tornarem senhores do mundo. Dentro dos Estados Unidos poucos heróis ainda tentam destruir a dominação de sua nação. Lutando pela resistência americana, eles pretendem desestabilizar o governo nazista para trazer novamente a liberdade ao seu país.Essa nova série já causou muita polêmica, antes mesmo de estrear. Acontece que os produtores espalharam seu material promocional pelas principais cidades dos Estados Unidos e Europa. Até aí tudo bem, faz parte do marketing. O problema é que os cartazes e pôsteres da série estavam cheias de suásticas e símbolos do nazismo, o que causou um grande desconforto entre as pessoas, ainda mais entre veteranos que lutaram contra tudo aquilo na guerra. O que era simples promoção acabou gerando um mal estar tremendo, indo parar nas páginas dos principais jornais do mundo ocidental. Deixando isso de lado até que o episódio piloto não é nada mal. O roteiro foi inspirado na obra do genial escritor de ficção Philip K. Dick (o mesmo que escreveu o livro que daria origem ao clássico "Blade Runner - O Caçador de Andróides"). Dick tinha uma imaginação absurda (para muitos chegava ao ponto de ser doentio) e criou esse mundo paralelo onde o Nazismo se tornava o grande vencedor da II Grande Guerra. O que viria depois de uma vitória como essa? No primeiro episódio uma cena resume sutilmente muito bem o que teria se transformado a América sob o poder de Hitler e seu Partido Nazista. Numa das sequências um rapaz que cruza os Estados Unidos percebe uma pequena garoa de cinzas descendo dos céus. Ao perguntar a um guarda policial que encontra na estrada o que seria aquilo, ele lhe responde que eram apenas os crematórios de uma instituição ali perto (lembrando ao espectador de forma nada sutil as câmaras de gás e fornos dos campos de concentração nazistas). A série só não me deixou muito mais empolgado e satisfeito porque por baixo de toda essa realidade surreal bem curiosa e interessante se desenvolveu um enredo muito básico, de descoberta de filmes secretos que não podiam cair em mãos erradas. Provavelmente as coisas melhorem com o passar do tempo. Por enquanto tudo o que posso dizer é que a série tem boa reconstituição de época, produção, mas com roteiro apenas ok. Vamos acompanhar para ver o que virá pela frente. / The Man in the High Castle 1.01 (EUA, 2015) Direção: Daniel Percival, Brad Anderson / Roteiro: Frank Spotnitz, baseado na obra de Philip K. Dick / Elenco: Alexa Davalos, Rupert Evans, Luke Kleintank.

The Man in The High Castle 1.02 - Sunrise
Conforme você vai acompanhando a série e se familiarizando com os personagens as coisas vão melhorando. Nesse segundo episódio já temos toda a trama definida e o contexto em que ela se passa bem mais claro. Para situar o leitor: As forças do Eixo venceram a II Guerra Mundial. Os Estados Unidos foram fatiados. A costa oeste está sob domínio do Japão Imperial e a costa leste está sob controle do Reich. Hitler, sofrendo de uma grave doença, tem pouco tempo de vida. A luta pelo poder já se faz sentir. Os serviços de repressão e espionagem estão preocupados em colocar as mãos em filmes subversivos, secretos, que podem inflamar ainda mais a resistência. Um deles vai parar nas mãos de Juliana Crain (Alexa Davalos). Ela não tem muita experiência nesse mundo e por isso comete vários erros. Entre eles o de confundir a pessoa certa para qual precisa passar a película. Ela encontra um senhor numa cafeteria e de forma equivocada pensa ser ele a pessoa que precisa entrar em contato para passar em frente a preciosa filmagem. Ela está enganada. Acaba sendo salva da morte no último minuto por um agente infiltrado do Reich (embora nem ele próprio desconfie que na verdade está agindo como agente duplo). O filme também interessa aos japoneses e esses usam da tortura para descobrir o paradeiro de Juliana. Eles aprisionam o dissidente Frank Frink (Rupert Evans) e ameaçam mandar sua irmã e sobrinhos para a câmara de gás caso ele não conte o que sabe. Como se pode perceber os sistemas de morte em ritmo industrial seguem em frente e a pleno vapor dentro dessa América Nazista! Só a mente muito criativa (e doentia) de Philip K. Dick poderia realmente criar um mundo como esse (o que não deixa de ser o grande atrativo da série como um todo). / The Man in The High Castle 1.02 - Sunrise (EUA, 2015) Direção: Daniel Percival / Roteiro: Frank Spotnitz, baseado na obra de Philip K. Dick / Elenco: Alexa Davalos, Rupert Evans, Luke Kleintank.

The Man in The High Castle 1.03 - The Illustrated Woman
Philip K. Dick era um gênio ou um louco? Um pouco dos dois. É o que se pode ir percebendo nessa nova série baseada em sua obra. Em cima de um contexto completamente surreal (Os Estados Unidos dominados por nazistas e japoneses após a Segunda Guerra Mundial) vamos percebendo que ele na realidade acabou escrevendo quase a trama de um filme noir da década de 1940. Nesse episódio a sina de Juliana "Jules" Crain (Alexa Davalos) continua. Depois de jogar um sujeito que quase a matou da ponte, ela precisa esconder os rastros para não ser pega pela SS. Para piorar há um novo personagem em seu caminho, um sujeito mal encarado, com jeito de psicopata que se auto intitula "O Xerife" (Burn Gorman). Na realidade ele não é um policial, mas sim um caçador de recompensas. Atrás de Jules ele acaba indo parar na pequena livraria da cidade e descobre que o vendedor é na realidade um foragido de um campo de concentração nazista. Nem pensa duas vezes antes de jogar uma corda em seu pescoço para o enforcar publicamente, no meio da avenida principal da cidade. Afinal bem no centro daquele meio oeste do livro de Dick não existe lei, apenas a lei do mais forte se sobrepõe. Enquanto o Xerife vai eliminando foragidos e seguindo novas pistas o Obergruppenführer John Smith (Rufus Sewell) quer a todo custo descobrir quem o traiu dentro do quartel general, dando pistas sobre seu caminho na trajetória entre sua casa e seu local de trabalho, o que acabou levando a um atentado que quase o matou (no episódio anterior). Para saber a verdade nada melhor do que usar os velhos métodos nazistas, como a tortura, por exemplo, aqui turbinada com o uso de drogas como o LSD. Por fim o episódio mostra a visita do herdeiro do império japonês na Costa Oeste. Há um receio de que ele sofra um atentado. Na realidade o jovem príncipe não confia nem nos alemães. Ele considera que uma guerra contra os nazistas está mais perto do que se possa imaginar. / The Man in The High Castle 1.03 - The Illustrated Woman (EUA, 2015) Direção: Ken Olin / Roteiro: Frank Spotnitz, baseado na obra de Philip K. Dick / Elenco: Alexa Davalos, Rupert Evans, Luke Kleintank, Burn Gorman.

The Man in the High Castle 1.04 - Revelations
Quarto episódio da primeira temporada de "The Man in the High Castle" que inclusive já teve a segunda temporada confirmada nos Estados Unidos. Como já escrevi a série se passa em uma realidade alternativa onde a Segunda Guerra Mundial teve outro desfecho daquele que conhecemos. Ao invés da vitória aliada (EUA, Inglaterra, França e demais países) as forças nazistas do Eixo (Alemanha, Japão e Itália) se sagraram vitoriosas. Hitler é praticamente o imperador supremo do mundo ocidental e está prestes a morrer. Os Estados Unidos são divididos em dois, com a costa oeste dominada pelos japoneses e a costa leste sob domínio nazista. Nesse episódio Juliana Crain (Alexa Davalos) finalmente passa para a frente os famigerados filmes secretos que são disputados pela resistência e a SS. Ela precisa ter certeza que os tais filmes cheguem até o sujeito que é conhecido pelo codinome de "Man in the High Castle" (que dá título à própria série). Chegar até ele porém não será nada fácil como ela logo descobre. Na outra linha narrativa Frank Frink (Rupert Evans) decide que vai matar o herdeiro do império Japonês que está em San Francisco numa visita diplomática. Ele quer se vingar pela morte de sua esposa e filhos. Um ato de vingança que não terá volta. Mais um bom episódio passado em um tipo de enredo que só poderia mesmo partir da mente criativa, original e insana de Philip K. Dick, um dos grandes ícones da literatura de ficção dos tempos modernos. / The Man in the High Castle 1.04 - Revelations (EUA, 2015) Direção: Michael Rymer / Roteiro: Frank Spotnitz, baseado na obra de Philip K. Dick / Elenco: Alexa Davalos, Rupert Evans, Luke Kleintank .

The Man in The High Castle 1.05 - The New Normal
Finalmente depois de vários dias na zona neutra (uma extensa faixa entre os domínios nazistas e imperiais, bem no meio oeste americano), Frank e Juliana retornam para casa. Em seu retorno ambos são interrogados como é de praxe em regimes autoritários. Tudo com o objetivo de fazer com que eles caíam em contradição. Para sua sorte conseguem se safar das autoridades alemãs. De volta à vida normal Juliana Crain (Alexa Davalos) decide ir então atrás de um emprego no consulado nipônico. Para sua surpresa descobre que os japoneses, que tanto gostam de exibir um comportamento cheio de valores morais em público, não são assim tão íntegros como ela pensava. O recrutador dos recursos humanos do consulado sugere que ela lhe faça certos favores sexuais em troca do emprego que ela tanto precisa! Chocada, ela sai em disparada da repartição. Enquanto isso o atentado contra a vida do herdeiro do trono causa cada vez mais efeitos. Todos tentam sobreviver. Um dos ministros mais próximos do trono pode ser o responsável. Ele tem contatos misteriosos com um espião sueco, ao mesmo tempo em que age como se fizesse parte de uma grande conspiração. Só o tempo dirá o que realmente está acontecendo. / The Man in The High Castle 1.05 - The New Normal (EUA, 2015) Direção: Bryan Spicer / Roteiro: Frank Spotnitz, baseado na obra de Philip K. Dick / Elenco: Alexa Davalos, Rupert Evans, Luke Kleintank.

The Man in The High Castle 1.06 - Three Monkeys
O título desse episódio é uma referência àquela imagem bem conhecida dos três macaquinhos que não veem nada, não ouvem nada e não falam nada. Em uma ditadura eles representam a forma mais fácil de você continuar vivo. Como no universo dessa série temos uma América dividida entre japoneses e alemães - que venceram a II Guerra Mundial - nada poderia ser mais representativo. Pois bem, nesse episódio os personagens celebram o dia da vitória nazista. Até mesmo cenas com o velho ditador Hitler em Berlim são mostradas pela TV americana. Ele novamente está lá, beijando e abraçando crianças arianas que lhe dão flores nesse dia tão festivo para o nazismo mundial. Nos bastidores do poder porém todos sabem que Hitler está chegando ao fim de sua vida. Enquanto há uma grande conspiração envolvendo sua sucessão, o Obergruppenführer John Smith (Rufus Sewell) resolve receber alguns convidados em sua casa para todos celebrarem esse dia de triunfo do nacional socialismo. Só que ele não contava em receber dois traidores. Um, o velho conhecido sueco que agora parece entrar em contradição sempre que tenta explicar porque estaria na América naquele momento (logo quando o herdeiro japonês sofreu um atentado à sua vida). O outro, o jovem pupilo que pensa entrar nas fileiras da SS, mas que parece ter algo também a esconder. Como a função do Obergruppenführer é justamente descobrir inimigos do regime acaba ficando fácil para ele desvendar os dois. Esse episódio colocou em evidência um dos grandes trunfos da série, o trabalho do ator Rufus Sewell. Ele é extremamente talentoso. Seu personagem é um psicopata fanático pelo nazismo e como todo psicopata consegue aliar uma personalidade agradável, social, com uma mente obscura, doentia até. Sua atuação é uma das boas razões para acompanhar essa nova série. / The Man in The High Castle 1.06 - Three Monkeys (EUA, 2015) Direção: Nelson McCormick / Roteiro: Frank Spotnitz, baseado na obra de Philip K. Dick / Elenco: Alexa Davalos, Rufus Sewell, Rupert Evans, Luke Kleintank.

The Man in the High Castle 1.07 - Truth
Os alemães nazistas consideravam todas as raças não arianas como inferiores a eles. Até mesmo norte-americanos eram tidos como membros de uma sub-raça contaminada pela miscigenação étnica que havia dentro da sociedade dos Estados Unidos. O fato dos americanos conviverem com negros e membros de outras raças (como os próprios latinos) o deixavam imundos e contaminados. Lixo racial na mente dos alemães do III Reich. Já os japoneses, embora fossem também racistas, não o eram de forma tão radical. Nesse episódio, por exemplo, um membro do governo japonês resolve convidar o dono de uma loja de antiguidades para almoçar em sua própria casa. Algo impensável para um verdadeiro nazista. O tal sujeito coleciona objetos antigos e convida o americano justamente por causa de seus conhecimentos históricos e arqueológicos. Após passar uma pequena vista sobre os itens do colecionador descobre algumas peças falsas, o que lhe dá a ideia de vender ao japonês alguns itens falsificados - uma vez que ele demonstra não saber distinguir entre o que era verdadeiro ou falso. Na outra linha narrativa o Obergruppenführer John Smith (Rufus Sewell) descobre que mais filmes proibidos podem estar circulando pela cidade e resolve mandar alguns agentes da Gestapo e SS colarem nos suspeitos para recuperar essas supostas filmagens secretas. A ordem é eliminar qualquer um que tenha um filme desses em seu poder. / The Man in the High Castle 1.07 - Truth (EUA, 2015) Direção: Brad Anderson / Roteiro: Frank Spotnitz, baseado na obra de Philip K. Dick / Elenco:  Alexa Davalos, Rupert Evans, Luke Kleintank.

The Man in the High Castle 1.08 - End of the World
Frank Frink (Rupert Evans) descobre que seu filho tem uma doença rara, que o deixará completamente paralisado em poucos meses. Isso devasta o oficial nazista. Seu filho é apenas um adolescente, mal saído da puberdade. Imaginando o pior ele resolve guardar tudo para si. Não diz ao filho sobre sua doença e nem tampouco para sua esposa. Um homem frio, acostumado a mandar inimigos para campos de concentração, ele resolve implodir com a trágica novidade. Para piorar o que já era ruim ele também começa a ter problemas com seus superiores. Há uma insinuação de que ele amoleceu com os revolucionários americanos. Seu último prisioneiro sequer passou por uma sessão de tortura tipicamente do III Reich, e isso é um absurdo para os oficiais. Na outra linha narrativa Juliana Crain (interpretada pela linda atriz francesa Alexa Davalos) descobre que seus amigos da resistência estão prestes a cair numa armadilha arquitetada pela inteligência japonesa. Eles estão com um novo filme, que começa a ser disputado ao mesmo tempo entre alemães nazistas, japoneses imperiais e americanos revolucionários, todos querem colocar as mãos na relíquia antes que ele seja entregue em seu destino. / The Man in the High Castle 1.08 - End of the World (EUA, 2016) Direção: Karyn Kusama / Roteiro:  Frank Spotnitz, baseado no livro de / Elenco:  Alexa Davalos, Rupert Evans, Luke Kleintank.

The Man in the High Castle 1.10 - A Way Out
Último episódio da primeira temporada. Uma segunda leva de episódios está prevista para ser exibida em dezembro. Acredito que não faz muito sentido. Isso porque nesse último episódio tudo é revelado. A palavra chave de tudo o que está acontecendo vem do jogo das mutações oriental, I Ching. Isso é algo que foi fiel ao livro original escrito por Philip K. Dick. O autor passou por uma fase em que estava obcecado por esse texto antigo, a tal ponto que criou esse universo paralelo onde os Estados Unidos teriam perdido a II Guerra Mundial, sendo dominados pelos japoneses e nazistas. A costa oeste ficava nas mãos dos nipônicos e o leste nas mãos do III Reich de Hitler. A série como um todo é muito bem produzida, com ótima direção de arte. Os roteiros porém se mostram, muitas vezes, sem um foco certo a seguir. Além disso várias aspectos do texto original de Philip K. Dick foram alterados, de forma desnecessária. Um exemplo? No livro todos lutam para colocar as mãos em um livro que revelaria toda a verdade, já na série todos estão atrás de filmes proibidos que mostravam a derrota nazista na guerra! Isso sem contar o fato de que personagens foram criados e outros que eram importantes na literatura foram descartados, sem maiores explicações. Ficou interessante, não devo negar, porém não a ponto de me fazer acompanhar uma segunda temporada. Como tudo já foi desvendado ao espectador não há mais sentido em seguir em frente. De qualquer forma não me arrependo. A série, apesar de tudo, se revela um bom entretenimento. / The Man in the High Castle 1.10 - A Way Out (Estados Unidos, 2015) Direção: Daniel Percival / Roteiro: Frank Spotnitz, baseado na obra de Philip K. Dick / Elenco: Alexa Davalos, Rupert Evans, Luke Kleintank.
 

The Man in the High Castle - Segunda Temporada

The Man in the High Castle 2.02 - The Road Less Traveled
Mesmo com reservas com algumas coisas que aconteceram na primeira temporada sigo em frente acompanhando essa série baseada na obra de Philip K. Dick. Nesse episódio a personagem Juliana Crain (Alexa Davalos) segue sendo perseguida pelos japoneses. Seus amigos ou estão presos ou então mortos, em covas rasas. Para piorar a situação dela até mesmo a resistência americana está em sua procura. Sua única saída parece ser ir até a zona controlada pelos alemães, pois ela ainda teria alguma esperança de negociar com os nazistas. Afinal ela pode ter alguma ponte de diálogo, principalmente por já conhecer um espião a serviço dos alemães, Joe Blake (Luke Kleintank). E enquanto tudo isso acontece o Obergruppenführer John Smith (Rufus Sewell) segue tenso e preocupado em cumprir sua missão, dada pessoalmente por Adolf Hitler. Enfim, a série segue em frente, muito embora sem maiores novidades. / The Man in the High Castle 2.02 - The Road Less Traveled (Estados Unidos, 2016) Direção: Colin Bucksey / Roteiro: Frank Spotnitz / Elenco: Alexa Davalos, Rupert Evans, Luke Kleintank.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

4 comentários:

  1. Guia de Episódios - The Man in The High Castle
    Pablo Aluísio
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir
  2. Comments: Elvis In Person; Jerry Lewis, O Mocinho Encrenqueiro.

    ResponderExcluir
  3. Review Adicionado:
    The Man in the High Castle 2.02 - The Road Less Traveled
    Pablo Aluísio
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir