terça-feira, 25 de novembro de 2014

Ray Charles - I Got a Woman

Ray Charles tinha tudo contra si no começo de sua vida. Ele nasceu negro em uma família muito humilde em uma das regiões mais segregadas e racistas dos Estados Unidos. Além disso ficou com problemas na visão muito cedo, se tornando deficiente visual. A questão é que ele também tinha um grande talento musical e isso o salvou completamente da vida cheia de privações e miséria de onde veio. No começo da carreira Ray se virou como podia para arranjar trabalho. Assim ele começou a copiar o estilo de Nat King Cole, afinal cantando daquela forma ele sempre arranjava contratos com as boates da região. Obviamente Ray Charles tinha seu próprio estilo, único e maravilhoso, mas por questões puramente comerciais deixava isso um pouco de lado.

O importante era sobreviver. Depois de uma temporada numa pequena gravadora ele foi finalmente contratado pela conhecida e poderosa Atlantic Records. Foi a grande chance de sua vida. As coisas porém não começaram muito bem pois Charles continuava a seguir os passos de Nat King Cole. Após lançar quatro singles e perceber que nenhum havia feito sucesso ele finalmente tomou coragem para assumir seu próprio estilo em seus discos. Assim levou "I Got a Woman" para gravar. Se fizesse sucesso seria ótimo, caso contrário ele voltaria para o estilo anterior.

"I Got a Woman" estourou nas paradas e levou o nome de Ray Charles pela primeira vez ao topo das paradas. A fórmula era mais do que interessante. A melodia era claramente inspirada na Gospel Music Negra, nos hinos religiosos que Ray conhecia tão bem desde criança. A letra porém não tinha nada a ver com religião, era aliás bem ousada, quase escandalosa naqueles tempos moralistas e conservadores. A fusão entre Gospel e uma letra tão profana deu origem a um novo gênero musical, a Soul Music, a música que vem de dentro, do fundo da alma.

Finalmente após tantos anos de luta em busca do sucesso o maravilhoso Ray Charles havia finalmente encontrado seu caminho. Claro que "I Got a Woman" abriu todas as portas para Ray Charles a partir daí. Desse ponto em diante ele não mais deixaria os picos da fama e do sucesso. A canção em si se tornou um marco e para muitos especialistas foi um dos primeiros registros de rock da história! Afinal de contas o que é o Rock em sua essência? Uma mistura talentosa de gêneros musicais diversos. "I Got a Woman" se enquadra perfeitamente nesse conceito. Consagrada por crítica e público a música ainda seria gravada por outros mitos, entre eles Elvis Presley e os Beatles. Maior prova de sua imortalidade não há!


I Got a Woman (Ray Charles) - well / I got a woman way over town that's good to me oh yeah / Say I got a woman way over town good to me oh yeah / She give me money when Im in need / Yeah she's a kind of friend indeed / I got a woman way over town that's good to me oh yeah / She saves her lovin early in the morning just for me oh yeah / She saves her lovin early in the morning just for me oh yeah / She saves her lovin just for me oh she love me so tenderly / I got a woman way over town that's good to me oh yeah / She's there to love me both day and night / Never grumbles or fusses always treats me right / Never runnin in the streets and leavin me alone / She knows a womans place is right there now in her home / I got a woman way over town that's good to me oh yeah / Say I got a woman way over town that's good to me oh yeah / Oh she's my baby now don't you understand / Yeah and I'm her lover man / I got a woman way over town that's good to me oh yeah / A Don't ya know she's alright / A Don't ya know she's alright / she's alright she's alright / Whoa yeah oh yeah oh.

Come Back Baby (Ray Charles) - Oh come back, baby / Oh mama please dont go, yeah / Cause the way I love you / Child you'll never know / Oh come back baby, yeah yeah / Let's talk it over one more time / Oh now now / Well I admit, baby / That I was wrong / Don't you know, baby / Child you been gone too long / Oh come back baby, yeah yeah / Let's talk it over one more time / Oh now now / Say If I could holler / Like a mountain jack / Yeah yeah oh people / I'd call my baby back / Oh come back baby, Woo yeah / Let's talk it over one more time / Oh now now / Now one of these days, baby / And It won't be long, yeah / You gonna look for me child you know / And I'll be gone / So come back baby, yeah yeah / Let's talk it over one more time / Oh now now. 

Pablo Aluísio.

Um comentário:

  1. Publicado originalmente no blog Music!
    Pablo Aluísio
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir