terça-feira, 5 de julho de 2016

Espelho, Espelho Meu

O sonho de Julia Roberts era interpretar a Branca de Neve no cinema. Isso é algo que ela vinha querendo desde o começo de sua carreira. Não deu. Ao invés disso ela virou estrela interpretando uma prostituta em "Uma Linda Mulher", um tipo de conto de fadas moderno. Assim quando pintou essa nova oportunidade ela nem pensou duas vezes. Claro que Roberts não iria interpretar a jovem Branca de Neve pois já não tinha idade para isso. Na falta de algo melhor nada mais adequado que fazer a rainha má!

A ideia dessa adaptação em carne e osso da famosa estorinha de Branca de Neve e os Sete Anões surgiu na esteira do sucesso de "Alice" de Tim Burton. O filme foi um sucesso espetacular de bilheteria, assim praticamente todo grande estúdio de Hollywood procurou faturar em cima da mesma ideia: adaptações de contos de fadas famosos, usando astros e estrelas de Hollywood no elenco, tudo embalado em ricas e bonitas produções, com destaque para a direção de arte, figurinos, cenários, etc

O problema é que um raio geralmente não cai duas vezes no mesmo lugar. Assim esse "Espelho, Espelho Meu" passou longe de ser um sucesso comercial como havia sido Alice. O problema básico de mais essa adaptação foi que o ego de Julia Roberts atrapalhou tudo. Como ela ainda se considera uma estrela máxima em Hollywood não aceitou que sua personagem ficasse em segundo plano. Assim acabou se criando uma situação absurda, onde Branca de Neve acabou se tornando a coadjuvante de seu próprio conto de fadas! Vamos convir que algo assim dificilmente daria certo...

Sim, a Rainha Má (Julia Roberts, obviamente) virou a personagem principal. A questão é que a vilã que fica sempre na frente do espelho perguntando se haveria alguém mais bela do que ela, nunca foi e nunca será a protagonista dessa estorinha. A atriz Lily Colins que interpreta Branca de Neve também foi pessimamente maquiada. Ela é naturalmente muito bonita, mas erraram a mão na maquiagem da garota. Dizem as más línguas que tudo foi culpa de Julia Roberts, com o objetivo de roubar ainda mais a produção só para si. O resultado é pífio. O filme é bonito, com rica produção, mas não cativa o espectador. Melhor rever o clássico desenho animado da Disney, aquela sim uma verdadeira obra prima da história do cinema.


Espelho, Espelho Meu (EUA, 2012)
Mirror Mirror
Direção: Tarsem Singh
Roteiro: Marc Klein, Jason Keller
Elenco: Julia Roberts, Lily Collins, Armie Hammer

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário:

  1. Drama & Romance
    Espelho Espelho Meu
    Em exibição, Sessão da Tarde

    ResponderExcluir