quarta-feira, 6 de julho de 2016

Batman vs Superman

Finalmente vi "Batman vs Superman". Esse filme teve uma repercussão tão negativa por parte da crítica que desanimei completamente na época de seu lançamento. Nem quis conferir no cinema. Talvez por isso, por estar com expectativas baixas demais, acabei gostando do filme. Claro, não é uma maravilha da sétima arte, mas vamos ser sensatos ao menos, para um filme de super-heróis está de bom tamanho.

Geralmente história em quadrinhos envolvendo personagens famosos desse universo que vinham com esse chamariz do tipo "Super-herói x Vs Super-herói Y" se resumia a um grande quebra pau entre os personagens. Coisa bem de nerd mesmo. Jovens ficavam sempre se perguntando coisas do tipo "Quem venceria uma briga? O Batman ou o Superman? O Capitão América ou o Homem de Ferro?" A DC Comics que não é boba nem nada resolveu então apostar nisso. Obviamente como são dois heróis extremamente populares a briga entre eles geralmente não davam em nada, mas tudo bem, faz parte do jogo para vender as próximas edições...

Esse filme é bom porque na simplicidade de seu enredo não tenta ser o que não é! Batman não é Shakespeare e nisso consiste seu valor como cultura pop. Então o roteiro não coloca coisas desnecessárias no filme para torrar nossa paciência. Ele não é o Othelo de Gotham City ou algo parecido. Filmes baseados em quadrinhos são tão melhores quanto mais simples surgem nas telas. Nesse ponto o diretor Zack Snyder acertou no alvo.

Basicamente há esses dois heróis em cena, um antipatizando com o outro, que resolvem acertar as contas enquanto Lex Luthor (Jesse Eisenberg, sem convencer muito) tenta trazer uma criatura literalmente apocalíptica de volta à vida. Em termos dos desenvolvimentos dos personagens principais gostei muito da percepção de realismo cruel que o Superman começa a ter do mundo. Esse personagem, o verdadeiro ícone pioneiro do mundo dos super-heróis, sempre foi muito idealista, bondoso e até ingênuo. Em essência era um quadradão conservador dos anos 30. Aqui ele cai na real da maldade do mundo e de como a humanidade precisa ser tratada - não com tanto idealismo, mas sim com uma visão realista de tudo ao seu redor.

Já o Batman continua sendo o torturado de sempre. Não esperava muito dele porque afinal de contas o ator Ben Affleck, que o representaria, sempre foi inexpressivo. A máscara ajuda sua falta de talento dramático, até porque as pessoas não vão perceber o quanto ele pode ser ruim em termos de expressões faciais. Mesmo assim há um momento em que ele tem uma visão do futuro, com Superman agindo como uma divindade fascista no meio dos homens, que achei a coisa mais interessante de todo o filme. Um encontro de Mad Max com o universo DC! Muito bom... Espero que um dia os próximos filmes explorem essa situação...

No geral é isso. Não vou perder muito tempo aqui analisando uma produção que é no final das contas um bom produto pop de consumo das massas. É chiclete pop, minha gente! Como eu disse, muitas vezes o problema nem é do filme, mas sim do público nerd que fica procurando defeitos. Isso é uma bobagem sem tamanho. Como eu já disse, não se trata de literatura clássica e nem de obras de autores consagrados. Batman e Superman são cultura pop por excelência e é dessa maneira que devem ser encarados. Deu para se divertir? Então o filme como um todo cumpriu seus objetivos...


Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016)
Batman v Superman: Dawn of Justice
Direção: Zack Snyder
Roteiro: Chris Terrio, David S. Goyer
Elenco: Ben Affleck, Henry Cavill, Amy Adams, Jesse Eisenberg, Diane Lane, Laurence Fishburne, Jeremy Irons, Holly Hunter

Pablo Aluísio.

5 comentários:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.8

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir
  2. Quem reescreveu esse roteiro foi o próprio Bem Affleck que como você sabe já ganhou um Oscar neste quesito então isso deve ter ajudado na boa impressão que você teve.

    Sobre quem venceria uma briga entre estes dois personagens, ser for no braço não tem nem como imaginar o Batman vencendo pois o Super-homem é de longe o ser mais poderoso ser que existe no universo dos quadrinhos; mas se formos pensar em inteligência e estratégia já muda de figura, pois basta uma simples pedra de Kriptonita para o Super-Homem ficar fraco como um gatinho recém nascido, tanto que o próprio Lex Luthor, que não pode nunca vence-lo por ser o vilão, já o colocou de joelhos várias vezes com esse recurso, então imagina o Batman que é cheio de recursos intelectuais e também é herói o que não faria.

    ResponderExcluir
  3. O Batman é um homem. O Superman é um alien.
    No mano a man realmente não haveria chance para o morcegão.

    ResponderExcluir
  4. Pablo, por culpa do seu post fui ver o Batman x Superman. Bom, como dizia o Jack Estripador, vamos por partes.

    CONTÉM SPOILLER:

    - O Bem Affleck: na estampa é o melhor Batman até agora; na atuação da para ver a canastrice até embaixo do capuz. Ele nunca vira o Batman; é sempre o Ban Affleck fazendo cara de cachorro triste.
    - Jeremy Irons: que Alfred metido e desrespeitoso é aquele? Em todos os Batmans, inclusive o da TV, o Alfred é muito digno, mas extremante respeitoso e servil ao seu senhor, mesmo quando discorda dele, como no Alfred do Michael Caine. Esse agora parece que nãõ gosta, ou tem inveja, ou se acha melhor que o Wayne, ou que o Bem Affleck, talvez.
    - A Gal Gadot: quando disseram que ela seria a Mulher Maravilha, eu me lembrei dela no Velozes e Furiosos e a achei muito magrela para ser uma das grandes gostosonas dos quadrinhos, mas vendo no filme de uniforme até que não ficou ruim e a sua Mulher Maravilha é muito poderosa na luta contra o monstro Zod.
    - Jesse Eisenberg: o Lex Luthor dele é retardado? Porque perigoso não é nunca.
    - O Superman; sem assistir, e sem querer, no meu comentário ao seu post eu acertei como o Batmam poderia vence-lo, mas... serio? Depois na luta contra o Monstro Zod, que até a mulher maravilha cortou um perna do vilão, o Superman morreu? Só para dar satisfação a CPI da senadora do PT americano? Que coisa idiota!

    ResponderExcluir
  5. O talento do Affleck está na direção e nos roteiros que escreve. Como ator ele deixa muito a desejar. Concordo com você sobre o Alfred, que está completamente fora dos padrões. O Alfred tradicional é quase um lord inglês. Com Irons virou um resmungão, sempre com uma tirada ácida na boca. A Mulher Maravilha no roteiro está pouco trabalhada. Acredito que a DC só a usou para depois promover sua própria linha de filmes. Em relação ao Lex estou com você. Eu pessoalmente não gostei dele. Por fim sobre a morte do Superman: Na última cena, no último segundo, já fica claro que ele não está morto quando uma pequena poeira de terra sobre o seu caixão "pula" da tampa, mostrando que ele definitivamente não morreu. É tudo apenas um gancho para a futura continuação...

    ResponderExcluir