quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Pelos Olhos de Maisie

Título no Brasil: Pelos Olhos de Maisie
Título Original: What Maisie Knew
Ano de Produção: 2012
País: Estados Unidos
Estúdio: Red Crown Productions
Direção: Scott McGehee, David Siegel
Roteiro: Nancy Doyne, Carroll Cartwright
Elenco: Julianne Moore, Alexander Skarsgård, Onata Aprile, Steve Coogan

Sinopse:
Maisie (Onata Aprile) é uma garotinha de apenas seis anos que vê o casamento de seus pais desmoronar. Brigando todos os dias, a vida em casa vai ficando cada dia mais insuportável. Sua mãe, Susanna (Julianne Moore), é uma cantora frustrada que deseja recomeçar sua vida nos palcos. Seu pai, Beale (Steve Coogan), é um sujeito que só pensa em seu trabalho ao mesmo tempo em que começa a se enamorar de sua própria babá. Filme indicado ao prêmio London Critics Circle Film Awards na categoria de Melhor Ator (Steve Coogan).

Comentários:
Um bom drama familiar que mostra a gradativa destruição de um casamento pelos olhos da filhinha de apenas seis anos, Maisie (Onata Aprile). O roteiro levanta questões bem interessantes como a própria crise que vive a instituição marital nos dias de hoje. Os casamentos são cada vez mais breves e conflituosos. No caso dos pais de Maisie a situação é ainda pior porque eles não são do tipo que adotam atitudes maduras e adultas, pelo contrário, partem para o confronto direto, com muitas ofensas e represálias. O pai, por exemplo, logo começa um romance com a babá de Maisie que é praticamente uma adolescente. Para dar o troco sua mãe emplaca um relacionamento complicado com o barman Lincoln (interpretado pelo ator Alexander Skarsgård, o vampiro Eric Northman da série "True Blood"). Ele aliás parece ser o único personagem realmente humano de toda a crise familiar que o filme retrata. Logo inicia uma amizade de carinho e afeto com a pequena Maisie, que colocada no meio do fogo cruzado dos pais, procura por algum tipo de aproximação mais carinhosa com o novo padrasto. Outro destaque vem com Julianne Moore. Sua personagem é de uma mulher mais velha que não aceita o fato de que o tempo passou e que ela não se tornará mais uma cantora de sucesso. Agindo muitas vezes como uma adolescente inconsequente, negligenciando a própria filha em busca de um sonho que não se realizará, ela no final das contas só prova que nem todas as mães são iguais e nem fazem jus ao delicado e importante trabalho de se criar um filho. Deixamos então a dica desse belo drama sobre uma família que vai se destruindo aos poucos, como vemos em milhares de casos por aí no mundo real.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário