sábado, 4 de outubro de 2014

Morto ao Chegar

Título no Brasil: Morto ao Chegar
Título Original: D.O.A.
Ano de Produção: 1988
País: Estados Unidos
Estúdio: Touchstone Pictures
Direção: Annabel Jankel, Rocky Morton
Roteiro: Charles Edward Pogue
Elenco: Dennis Quaid, Meg Ryan, Charlotte Rampling, Daniel Stern 

Sinopse:
Na véspera de natal o professor Dexter (Dennis Quaid) entra cambaleando numa delegacia de polícia. Quase perdendo os sentidos ele tem uma queixa a fazer, uma tentativa de assassinato promovida contra ele mesmo! Como isso teria sido possível? Através de flashbacks o espectador é então apresentado a todos os fatos que o levaram até aquela situação delicada e perigosa.

Comentários:
Ao longo de todos esses anos Hollywood bem que tentou recriar o clima dos antigos e clássicos filmes noir. Nem sempre deu certo, seja por um motivo ou outro. Esse "D.O.A" (sigla em inglês que significa exatamente "Morto ao Chegar" do título nacional) procura captar pelo menos a essência daquelas produções. O problema central é que na minha opinião não existe como recriar toda aquela estética que tanto marcou dentro do cinema americano dos anos 1930, 40 e 50. É algo que ficou para trás definitivamente (e isso também é parte importante do charme daqueles filmes de detetives antigos). O que sobra dessa tentativa mal sucedida é porém um bom filme de suspense e mistério dos anos 80. Realizado pelo braço adulto da Disney, a Touchstone Pictures, o filme apostou no carisma do jovem casal formado por Dennis Quaid e Meg Ryan (que eram na época casados de fato). Quaid até se esforça para trazer um certo clima nostálgico para seu personagem chamado Dexter Cornell, mas tudo fica mesmo com gosto plastificado, de coisa fake. Vale como curiosidade e não aborrece, o que já é uma vantagem e tanto, vamos convir.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário: