sexta-feira, 13 de abril de 2018

De Porta em Porta

Um filme simples, mas que tem uma boa história para contar. O roteiro é baseado em fatos reais, na vida de um sujeito chamado Bill Porter (William H. Macy). Portador de paralisia cerebral, ele decidiu parar de ter pena de si mesmo e foi para a luta. Incentivado pela mãe, interpretada pelo ótima Helen Mirren, ele foi em busca de um emprego. Acabou arranjando uma vaga para ser vendedor de porta em porta, onde vendia produtos para o lar como amaciantes, sabão em pó, etc. Em pouco tempo se tornou não apenas um bom vendedor, como também uma figura querida na região onde trabalhava, se tornando próximo dos moradores, que eram não apenas seus clientes, mas também seus amigos.

Claro que algo assim não foi fácil. Bill tinha problemas para andar, não conseguia mexer com uma das mãos, e seu problema de saúde o impedia de falar com normalidade. Mesmo com todas essas adversidades ele quis ser um trabalhador, ao invés de se aposentar por invalidez pela assistência social. O filme é repleto dessas preciosas lições de vida, pitadas de coragem e bons exemplos por todo o enredo. Outra pessoa central em sua vida foi sua ajudante Shelly (Kyra Sedgwick) que não apenas o ajudava nas entregas dos produtos vendidos, como também acabou se tornando sua melhor amiga, após a morte da querida mãe, que sofreu por anos com o Mal de Alzheimer. Sua história de vida acabou sendo descoberta quando ele virou tema de uma matéria em uma revista de grande circulação nos EUA. Depois, em cima dessa reportagem, foi escrito o roteiro desse bom filme. Uma história de um homem comum que com seu exemplo mostrou que nunca devemos desistir de nossos objetivos. 

De Porta em Porta (Door to Door, Estados Unidos, 2002) Direção: Steven Schachter / Roteiro: William H. Macy, Steven Schachter / Elenco: William H. Macy, Kyra Sedgwick, Helen Mirren, Kathy Baker / Sinopse: Bill Porter (William H. Macy) é portador de paralisia cerebral. Mesmo assim decidiu que queria ser uma pessoa produtiva na sociedade. Batalhando por um emprego, acabou arranjando uma vaga de vendedor de porta em porta. Roteiro baseado numa história real. Filme indicado ao Globo de Ouro nas categorias de Melhor Atriz (Helen Mirren) e Melhor Ator (William H. Macy).
 
Pablo Aluísio.

5 comentários:

  1. De Porta em Porta
    Door to Door
    Pablo Aluísio.

    ResponderExcluir
  2. A Kyra Sedgwick, mesmo com aquela boca estranha de dentadura gasta, sempre faz papel da bonita/sensual, desde o tempo em que era jovem em Nascido a Quatro de Julho, com o Tom Cruise e no filme Fenômeno, com o John Travolta. Depois, já mais velha, teve a série Divisão Criminal e adivinhe! Sim, a personagem dela é inteligente/durona/bonita/sensual. Esse filme do seu post eu não vi, mas já tenho uma ideia. Outro caso parecido com o dela é a bruxa Sarah Jessica Parker.

    Comment: Emboscada em Cimarron Pass; e mais um pitaco em Frank Sinatra.

    ResponderExcluir
  3. Em termos de beleza física não a considero uma mulher muito bonita. Diria normal. Já a Sarah Jessica Parker, me desculpe a sinceridade, sempre achei bem feinha. Em termos de talento porém considero a Sarah superior a Kyra

    ResponderExcluir
  4. O que eu acho até irritante ´quando pegam mulheres feias ou, no máximo, normais no quesito beleza e sensualidade e querem por que querem, durante anos, que estas sejam vistas como Charlizes Theron, coisa que nem a Kyra, nem a Sarah podem sequer sonhar.

    No Brasil isso já deu problema, foram dizer que o ator da Globo José Mayer era bonito, gostoso e pegador, ele embarcou na bajulação e deu no deu.

    ResponderExcluir
  5. Cada país tem o galã que merece... rsrsrs

    ResponderExcluir