quarta-feira, 22 de março de 2017

A Bela e a Fera

O grande lançamento nos cinemas mundiais dessa semana é essa nova versão de "A Bela e a Fera". Produzido pelos estúdios Disney,  o conto de fadas agora sai do mundo da animação para o cinema convencional, com atores de verdade. Essa aliás tem sido uma estratégia vitoriosa do estúdio nos últimos anos, eles apenas adaptam animações de sucesso do passado, em novas super produções, faturando mais alguns milhões de dólares nas bilheterias ao redor do mundo. Como em time que se está ganhando não se mexe...

Pois bem, esse filme aqui envolveu a atriz Emma Watson em uma polêmica bem desagradável (pelo menos sob o ponto de vista dela). A atriz é conhecida por causa de suas opiniões fortes, embasadas em uma visão de mundo feminista. Quando ele anunciou que iria interpretar basicamente uma princesa Disney o mundo dela caiu! Como se sabe as feministas possuem uma péssima impressão sobre as princesas da Disney porque segundo elas essa é uma imposição estereotipada da sociedade para com as mulheres. Emma ainda tentou se defender dizendo que a Bela era uma princesa diferente, que não aceitava certas coisas, mas a verdade é que pelo menos politicamente foi um passo atrás que ela deu.

Já em termos de carreira ela tem agora um baita sucesso em sua filmografia. O filme vai muito bem nas bilheterias, liderando rankings de vendas de ingressos em todos os mercados. Nada mal. O roteiro segue basicamente o mesmo da animação. É curioso porque o conto de fadas original, escrito pela Madame Gabrielle-Suzanne Barbot em 1740, foi tantas vezes adaptado ao longo de todos esses anos,  que pouca coisa sobrou do texto original. Barbot viveu na França do século XVIII, na época de ouro do absolutismo da Casa de Bourbon. Sua obra era bem mais interessante, sob diversos aspectos, mas seria pouco atrativa para as crianças de hoje.

Como se trata de um produto com o selo de qualidade Disney é meio desnecessário elogiar a bonita produção, a direção de arte de bom gosto, os efeitos de computação gráfica, etc. A Disney mantém um padrão de qualidade tão absurdo que todos os seus filmes são impecáveis nesses aspectos. A única crítica que teria a fazer sobre isso seria sobre o design da fera, que ao meu ver, está mais parecida com um werewolf de filmes de terror do que com um personagem cheio de sentimentos de uma produção feita para agradar as crianças. Tirando isso de lado, todo o mais me agradou. A espinha dorsal do enredo é o musical da Broadway, com belas canções por todo o desenrolar do filme. E sim, no final das contas a Emma Watson interpreta mesmo uma típica princesinha Disney. Nem adianta disfarçar.

A Bela e a Fera (Beauty and the Beast, Estados Unidos, 2017) Direção: Bill Condon / Roteiro: Stephen Chbosky, Evan Spiliotopoulos / Elenco: Emma Watson, Kevin Kline, Ewan McGregor, Ian McKellen, Emma Thompson, Stanley Tucci, Dan Stevens, Luke Evans / Sinopse: Após o desaparecimento de seu pai em uma floresta sinistra e sombria, Belle (Watson) vai atrás dele e descobre que ele é prisioneiro de uma fera em seu castelo, um antigo príncipe que fora amaldiçoado por uma bruxa. Apenas o amor poderá salvá-lo de seu trágico destino.

Pablo Aluísio.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.8

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir