quinta-feira, 30 de julho de 2015

Battle for Skyark

Título Original: Battle for Skyark
Título no Brasil: Ainda Sem Título Definido
Ano de Produção: 2015
País: Estados Unidos
Estúdio: Empress Road Pictures
Direção: Simon Hung
Roteiro: Simon Hung, Guy Malim
Elenco: Caon Mortenson, Garrett Coffey, Taylor Coliee
  
Sinopse:
No futuro o planeta Terra se tornou inabitável. Os recursos naturais acabaram e o clima ficou instável. A população mais rica do planeta construiu uma grande estação orbital chamada Skyark (a arca do Céu). O resto dos seres humanos ficaram relegados ao que restou do mundo, tentando sobreviver dos ataques constantes de estranhas criaturas que agora assolam o que restou de nosso antigo lar.

Comentários:
Eu sempre gosto de afirmar que o gênero ficção não é o adequado quando você não tem os recursos e o orçamento necessários para criar um mundo futurista convincente. Sem dinheiro para uma grande produção tudo corre o risco de ficar completamente ridículo. Foi o que aconteceu aqui. O roteiro até que tem pequenas boas ideias, mas sem dinheiro suficiente para desenvolve-los tudo vai por água abaixo rapidamente. Ouso dizer que noventa por cento do público abandonará o filme antes dos 30 minutos de duração, só para que você possa ter uma pequena ideia de sua completa falta de qualidade. O elenco é praticamente todo mirim e apesar do esforço da garotada nada dá certo. O cenário muitas vezes se resume a um ferro velho pouco convincente. Além disso essa estética ao estilo Mad Max (mundo pós apocalipse, etc) já está mais do que saturado. Por falar em elenco de crianças "Battle for Skyark" me lembrou vagamente de "Bugsy Malone: Quando as Metralhadoras Cospem", filme de 1976 dirigido pelo grande Alan Parker. A premissa são até parecidas, só que no filme de Parker o enredo girava em torno dos filmes de gangsteres e aqui temos uma ficção que definitivamente não deu certo. Essa comparação porém é apenas superficial, já que "Battle for Skyark" é definitivamente um mico, um abacaxi sem tamanho e sem salvação, um filme ruim.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário:

  1. Publicado originalmente no blog Terror & Ficção
    Pablo Aluísio
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir