sábado, 15 de novembro de 2014

Annabelle (2014)

Título no Brasil: Annabelle
Título Original: Annabelle
Ano de Produção: 2014
País: Estados Unidos
Estúdio: New Line Cinema
Direção: John R. Leonetti
Roteiro: Gary Dauberman
Elenco: Ward Horton, Annabelle Wallis, Alfre Woodard

Sinopse:
Um orgulhoso marido resolve presentear sua jovem esposa, colecionadora de bonecas antigas, com Annabelle, que tem um design que lembra antigos brinquedos do século XIX. O problema é que assim que chega em sua nova casa, eventos sobrenaturais começam a acontecer pelos corredores escuros. Para piorar uma estranha presença é sentida nos cantos mais obscuros da residência. Enredo parcialmente baseado em fatos reais.

Comentários:
A boneca Annabelle existe, não é invenção de roteiristas de cinema. Durante os anos 1970 um casal de pesquisadores começou a investigar casos sobrenaturais nos Estados Unidos. Em vários eventos havia peças, imagens ou artefatos (como a própria Annabelle) envolvidos. Entre dezenas de casos envolvendo seitas de adoradores do diabo e grupos estranhos, o da boneca acabou ganhando destaque por causa das muitas mortes envolvidas. Hoje em dia Annabelle se encontra em exposição, mas para desapontamento dos fãs do filme ela não se parece em nada com a boneca em cena. Na verdade é uma boneca de pano comum, com design que lembra até mesmo a personagem Emília do nosso Sítio do Pica Pau Amarelo! Mesmo com aparência tão singela não são poucos o que afirmam que ela de fato carrega uma carga negativa muito estranha, que impressiona até mesmo pessoas incrédulas que chegam perto dela pela primeira vez. De qualquer maneira a história do casal de pesquisadores de eventos sobrenaturais foi muito mais bem desenvolvido no primeiro filme, "Invocação do Mal". Aqui temos apenas os eventos anteriores ao que vimos no primeiro filme. De maneira em geral tudo o que você verá é mera ficção (ao contrário da fita original). De verdade mesmo temos apenas a presença de Annabelle! O que fez tanta gente gostar desse filme é até fácil de explicar. Ao invés de tentar inventar a roda o diretor John R. Leonetti optou por contar uma história tradicional de terror, com jogos de sombras, suspense e clima. A fita em determinados momentos lembra os filmes de terror dos anos 70. Isso fez toda a diferença do mundo. Só esperamos que a boneca não seja ridicularizada nos próximos anos como aconteceu com outro boneco de terror famoso, o Chucky de "Brinquedo Assassino". Isso seria mais prejudicial a ela do que dez exorcismos!

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

2 comentários:

  1. Publicado originalmente no blog Terror & Ficção
    Pablo Aluísio
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir
  2. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.6

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir