terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Papa Vs Hitler

Título no Brasil: Papa Vs Hitler
Título Original: Pope Vs. Hitler
Ano de Produção: 2016
País: Estados Unidos, Inglaterra
Estúdio: National Geographic
Direção: Christopher Cassel
Roteiro: Christopher Cassel
Elenco: Michael Deffert, Dan Nachtrab, Andrius Brazas
  
Sinopse:
Documentário que resgata a posição do Papa Pio XII (1876 - 1958) durante a II Guerra Mundial. Com a ascensão de Hitler e os nazistas ao poder começa uma verdadeira era de destruição e morte por toda a Europa. O Holocausto é implantado como uma verdadeira máquina de assassinatos em larga escala. Teria o Papa em Roma se omitido diante de tamanho genocídio? Qual era a sua posição perante o horror nazista?

Comentários:
O Papa Pio XII foi certamente um dos líderes religiosos mais difamados e caluniados da história. Em certos livros ele chegou a ser chamado de "O Papa de Hitler". Para muitos o Papa não cumpriu sua função, denunciando os crimes de genocídio do povo judeu implantado nos campos de concentração. Apesar dessas ideias serem bem difundidas esse novo documentário da National Geographic procura olhar com maior imparcialidade sobre aquele período histórico tão importante para a humanidade. O Papa realmente se omitiu? Foi um omisso em relação a tudo o que estava acontecendo? Baseado em livros mais recentes, alguns frutos de intensa pesquisa, esse documentário exibido recentemente na Europa e Estados Unidos demonstra que nem tudo aconteceu como muitos pensavam. Na verdade o Papa Pio XII foi um inimigo de Hitler desde o começo de seu regime. Com uma complexa rede de espiões e informantes por todo o continente o Papa soube em primeira mão sobre os absurdos que estavam ocorrendo. Diante disso ele tinha dois caminhos a seguir: denunciar publicamente o regime nazista por suas atrocidades (o que poderia dar início a uma nova onda de perseguições e mortes contra católicos) ou agir nos bastidores, com espiões do Vaticano, apoiando grupos de resistência contra Hitler e seus vassalos. Assim o documentário esmiúça o papel desempenhado por Pio XII durante a guerra, mostrando que ele ativamente participou de inúmeras tentativas de derrubada do tirano alemão. Também agiu diplomaticamente, servindo de ponte ou elo de comunicação entre os países ocidentais (em especial Inglaterra e Estados Unidos) e os grupos que dentro do III Reich tentavam liquidar Hitler, para derrubar seu regime, abrindo assim uma nova era de paz, terminando com aquela guerra que custou a vida de milhões de seres humanos. A decisão de Pio XII até hoje causa controvérsias entre historiadores e especialistas em política internacional. Agiu bem Pio XII? Com o documentário todos os prós e contras são colocados numa balança, para que o próprio espectador tire suas conclusões. No saldo geral temos um excelente documentário, onde em 90 minutos de duração, tudo é discutido com a máxima isenção. Um programa obrigatório para quem procura conhecer melhor a história da Igreja Católica em nosso tempo.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

4 comentários:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★★
    Cotação Geral: ★★★★
    Nota Geral: 8.0

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir
  2. Pablo:

    Esse negocio da difamação do Papa Pio XII é literalmente um molecagem. Eu explico. Lembra nos tempos da escola quando um coitado de um colega caia em desgraça porque por algum motivo não brigou com um cara forte e muito violento, luta essa que resultaria em uma inevitável surra e, depois, quando e estória se espalha tem os outros, que também não podiam com o valentão, que dizem "ah, se fosse comigo eu faria, faria aquilo, etc." Esse caso do Papa Pio XII é igual. Hoje aqui longe do Hitler e do Mussolini, que não por acaso, era um ditador na Itália, justamente aonde se situa o Vaticano, é fácil falar "ah, o Papa deveria ter saído abertamente em defesa dos Judeus", sim, mas a que custo para os Cristãos do mundo? Falar agora que o leão está morto é fácil.

    Eu no lugar do Papa, só pelo jeito que os judeus trataram Jesus, acho que faria menos ainda.

    ResponderExcluir
  3. Exatamente Serge. Criticar Pio XII hoje em dia é muito fácil. Na época a situação era completamente diferente. Hitler era um ditador insano, sem qualquer valor humano. No documentário inclusive é descrito como o Papa reuniu os seus cardeais para discutir o que fazer. Prevaleceu o entendimento de que uma posição mais dura do Papa poderia desencadear um outro holocausto, um holocausto católico. O Papa não queria colocar em risco a vida de milhões de pessoas. Uma situação extrema. Porém afirmar que Pio XII nada fez é igualmente uma desonestidade intelectual. Ele fez e muito, como é mostrado nesse filme.

    ResponderExcluir