segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Marilyn Monroe: The Final Days

Hoje o mundo relembra a morte da estrela e mito Marilyn Monroe. Um dos documentários mais bem realizados sobre sua vida é esse "Marilyn Monroe: The Final Days". Usando diversas imagens da época o filme procura trazer uma luz sobre a biografia e os últimos dias de vida de Marilyn Monroe. Tudo muito bem realizado, editado e montado. O aspecto histórico é muito rico pois os realizadores do documentário fizeram ampla pesquisa em jornais, revistas e livros da época, tudo acompanhado de farto material filmado da atriz, seja em estúdio, seja por emissoras de TV ou então através de imagens amadoras capturadas pela atriz em suas aparições públicas. Um dos pontos altos é o resgate das imagens que sobreviveram do último filme inacabado de Marilyn, "Something's Got To Give". Como se sabe Marilyn estava realizando mais essa comédia romântica ao lado do cantor e ator Dean Martin quando foi demitida pela Fox. A justificativa foi que ela mal comparecia ao estúdio para filmar suas cenas, e quando o fazia se mostrava pouco focada, sem saber nem suas falas. Além disso ela abandonou as filmagens para ir até o outro lado dos EUA para cantar o famoso "Happy Birthday" para o presidente JFK. Os registros resgatam tudo isso. A diretora do documentário, Patty Ivins Specht, resolveu então usar esse farto material para montar, como se fosse um filme mesmo, o não finalizado "Something's Got To Give". O espectador acaba tendo dessa forma uma ideia de como seria a última comédia de Marilyn. Infelizmente poucas são as cenas com a atriz pois ela, como  já foi dito, quase não compareceu para trabalhar nos estúdios da Fox. O que sobraram são várias tentativas do ator Dean Martin e do diretor George Cukor em tentar levar em frente um projeto que parecia condenado desde o começo.

Mas não é apenas nisso que o documentário se ocupa. Há toda uma preocupação em mostrar aspectos da vida profissional e pessoal da atriz. Desde seus grandes sucessos no cinema até os diversos e problemáticos casos amorosos em que se envolveu, inclusive seus ex-maridos e amantes, entre eles os irmãos Kennedy. Esse último affair foi particularmente fatal para ela. Para muitos Marilyn estava completamente fora de si em seus últimos dias, desesperada, ameaçando o presidente de revelar seu escandaloso caso amoroso se ele não lhe desse mais atenção (especula-se que Kennedy não mais atendia suas chamadas telefônicas, tentando se manter o mais longe possível da instável personalidade explosiva de Monroe). Verdade ou pura especulação? Nunca saberemos ao certo sobre os motivos que levaram Marilyn a um suicídio acidental ao misturar várias pílulas para dormir e bebida alcoólica naquela noite. No final das contas o grande mérito desse documentário é mostrar para as novas gerações o grande carisma e magnetismo pessoal que Marilyn tinha, o que talvez justifique até hoje seu mito, que segue inabalável mesmo depois de tantos anos passados de sua morte.

Marilyn Monroe: The Final Days (Idem, EUA, 2001) Direção: Patty Ivins Specht / Roteiro: Monica Bider / Narrado por James Coburn / Sinopse: Documentário que explora farto material sobre os últimos dias de vida da atriz Marilyn Monroe.

Pablo Aluísio e Erick Steve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário