sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Effie Gray

Título no Brasil: Effie Gray
Título Original: Effie Gray
Ano de Produção: 2014
País: Inglaterra
Estúdio: Sovereign Films
Direção: Richard Laxton
Roteiro: Emma Thompson
Elenco: Dakota Fanning, Greg Wise, Emma Thompson, Tom Sturridge
  
Sinopse:
Baseado em fatos reais, o filme mostra a história da jovem Euphemia "Effie" Gray (Dakota Fanning). Durante a era vitoriana sua família escocesa passa por inúmeras dificuldades financeiras. Em idade de se casar ela acaba arranjando um bom partido, o historiador e crítico de arte inglês John Ruskin (Greg Wise). Depois do casamento ela parte para morar com o marido em sua casa na Inglaterra. Os problemas porém logo surgem. Ruskin decide continuar morando com os pais e Effie acaba não se dando bem com sua sogra. Pior de tudo, o marido não parece disposto a ter uma vida conjugal íntima com ela, a tratando de modo indiferente e arrogante, o que joga sua auto estima para baixo, destruindo qualquer sonho de um dia ser plenamente feliz em seu matrimônio. Apenas um ato de extrema coragem colocaria um fim em seu drama pessoal.

Comentários:
Com roteiro escrito pela atriz Emma Thompson, que também está no elenco, esse filme chamado "Effie Gray" explora um caso jurídico real ocorrido no século XVIII que chocou a Inglaterra puritana e vitoriana da época. Embora fosse previsto nas leis até aquele momento nenhuma mulher havia entrado com um pedido de anulação de casamento baseado na não consumação do mesmo. Pois foi justamente isso que ocorreu com a jovem escocesa Effie. Em determinado momento ela pensou que o casamento seria o fim de todos os seus problemas, afinal seu pobre pai estava arruinado financeiramente e sua família passava por necessidades básicas de sobrevivência. O jeito foi então arranjar um homem rico para se casar. Ela acabou encontrando isso na figura de John Ruskin, um homem bem mais velho do que ela, mas considerado um bom sujeito, culto e amigo das artes. A questão é que ele também era frio ao extremo, indiferente e muitas vezes rude com a própria esposa ao qual considerava inferior a ele em todos os aspectos, não apenas por sua condição social, mas também pelo simples fato dela ser uma mulher. Rejeitando ter uma vida sexual ao seu lado, Ruskin começou então a usar sua esposa apenas como um artefato, um enfeite para a sociedade. Obviamente que uma jovem como ela, desprezada ainda na flor da idade, em pouco tempo iria procurar nos braços de outro homem o afeto e o carinho que tanto desejava. Inicialmente, durante uma viagem a Veneza, ela logo se apaixona por um italiano galanteador, mas seria mesmo com o pintor John Everett Millais (Tom Sturridge) que ela finalmente encontraria o verdadeiro amor. Esse filme apresenta dois grandes trunfos em seu favor. O primeiro vem de sua história incomum, algo que choca até os dias de hoje. Emma Thompson mostra extrema sensibilidade em explorar algo assim com a devida elegância, sem cair no mau gosto em nenhum momento. Tudo muito sofisticado e de bom tom. O segundo grande mérito do filme vem do elenco. Dakota Fanning brilha em sua personagem. Quem poderia dizer que uma americana como ela se sairia tão bem interpretando uma escocesa em plena era vitoriana? Pois ela conseguiu. Acertou no sotaque e no modo de agir. Dessa nova safra de atrizes ela é certamente uma das mais promissoras. Se continuar a surgir em bons filmes como esse certamente em breve será uma estrela. Assim deixamos a dica desse belo romance trágico, "Effie Gray", que explora o coração de uma pobre mulher infeliz na vida amorosa, presa em um casamento de fachada e interesse, destino pelo qual infelizmente muitas mulheres ainda hoje trilham em suas vidas.

Pablo Aluísio e Thaís Albuquerque.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★★
    Elenco: ★★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★★
    Cotação Geral: ★★★★
    Nota Geral: 8.6

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir