segunda-feira, 3 de julho de 2017

Drone

Esse filme conta a história de um especialista em tecnologia que trabalha para uma empresa a serviço da CIA, a agência de inteligência dos Estados Unidos. Sua função é controlar os ataques de Drones no Oriente Médio. Assim que um terrorista é localizado, seja no Paquistão ou Afeganistão, um drone é enviado. Cabe a Neil Wistin (Sean Bean) apertar o botão que envia os mísseis em seus alvos. O interessante de tudo é que apesar de operar em todas essas missões de ataque ele nunca chegou sequer a sair de sua cidade na América. Ele apenas vai ao trabalho, como outro empregado qualquer. Faz seu serviço e volta para a casa, onde vive com sua esposa e seu filho adolescente. Uma vida aparentemente bem comum.

Quando seu pai falece, Neil resolve colocar à venda o barco que pertenceu a ele. Certo dia chega em sua casa um estrangeiro, muçulmano, interessado em comprar esse veleiro. O problema é que apesar de demonstrar ser um bom homem, esse islâmico chamado Imir Shaw (Patrick Sabongui) parece ter também interesse em Neil e em sua família. Quais afinais seriam suas reais intenções? Estaria ele apenas interessado no barco ou estaria escondendo algo? Seria ele na verdade um potencial terrorista que conseguiu localizar Neil, o operador de drones, nos EUA? Estaria ele em busca de vingança?

São perguntas que você só saberá ao assistir ao filme. Agora, vamos convir que o roteiro desse filme deixa muito a desejar. Imagine que você seja um contratado da CIA que opera drones que envia mísseis no Oriente Médio. Agora imagine que um belo dia surja em sua casa um sujeito muçulmano dando a maior pinta de que seria um homem-bomba! Você seria completamente amigável a esse sujeito? Convidaria ele a jantar ao seu lado e de sua família? Claro que não! São situações absurdas demais para acreditar. Ninguém que trabalharia com um drone de ataque teria tamanha inocência! Pois é justamente esse tipo de coisa que o roteiro desse filme quer que você engula! As situações são forçada demais e completamente inverossímeis! Além disso a mensagem do filme, principalmente em seu final, é bem perigosa. Não irei dar spoiler, mas basta apenas dizer que o roteiro tenta, mesmo que de forma sutil, justificar um ato terrorista! Não é cabível algo assim... Dessa forma apesar da boa premissa faltam duas coisas básicas nesse filme chamado "Drone": bom senso e nexo com a realidade. Sem isso o filme fica simplesmente irreal demais para se levar à sério.

Drone (Drone, Estados Unido, 2017) Direção: Jason Bourque / Roteiro Paul A. Birkett, Jason Bourque / Elenco: Sean Bean, Patrick Sabongui, Mary McCormack / Sinopse: Um operador de drones, contratado pela CIA, recebe a visita de um muçulmano que lhe diz estar interessado na venda de um barco. Inicialmente o americano pensa estar conhecendo uma boa pessoa, que deseja mesmo comprar o veleiro que ele herdou de seu pai, mas aos poucos as coisas vão se revelando, demonstrando as verdadeiras intenções daquele islâmico em sua residência.

Pablo Aluísio.

3 comentários:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.2

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir
  2. Isso é uma coisa que não dá pra tirar a razão dos Mulçumanos. Americanos matam Mulçumanos estão defendendo a liberdade e democracia, Mulçumanos matam Americanos, terrorismo! Dois pesos, duas medidas. Fica difícil.

    ResponderExcluir
  3. Esse mundo está perdido, afundando em puro ódio por todos os lados. É um mundo que jaz no maligno (João 5:19)

    ResponderExcluir