terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

A Guerra das Flechas

Título no Brasil: A Guerra das Flechas
Título Original: Choi-jong-byeong-gi hwal
Ano de Produção: 2011
País: Coreia do Sul
Estúdio: Venture Capital
Direção: Han-min Kim
Roteiro: Han-min Kim
Elenco: Chae-won Moon, Hae-il Park, Seung-ryong Ryu, Mu-Yeol Kim
  
Sinopse:
Coreia, século XVII. Após a morte de seu pai, assassinado por usurpadores guerreiros que promoveram um golpe de Estado, a jovem Ja-in (Chae-won Moon) e seu irmão fogem e se mudam para terras distantes. Seu martírio porém não chega ao fim. Treze anos após sua chegada no feudo pertencente ao seu tio, toda a região onde vive é invadida por tropas imperiais da Manchúria! Os novos conquistadores espalham teror e morte por onde chegam, causando a chacina e a escravidão do povo local. Filme indicado ao Asian Film Awards e ao Blue Dragon Awards.

Comentários:
Muito boa essa produção coreana sobre um dos períodos mais conturbados da história daquela nação. Como o próprio título da fita indica, o filme mostra os acontecimentos históricos reais quando a península coreana foi invadida pelos povos da Manchúria, uma região ao norte da China. Como era de praxe naqueles tempos obscuros os povos invasores e vitoriosos escravizavam os povos vencidos e conquistados com requintes de crueldade extrema. A personagem principal é um jovem que acaba vivendo todo esse caos e o pior de tudo, a temida invasão ocorre justamente no dia de seu casamento! Apesar de tudo isso não vá pensando que se trata de um drama, daqueles bem tristes e melancólicos. Não é essa a intenção do diretor e roteirista Han-min Kim. Ao invés de investir nessa linha ele preferiu acertadamente realizar um filme de guerra, ação e aventura, com muitas cenas de batalha e conflitos. Embora seja um pouco excessivo em sua duração o filme diverte bastante, sem apelar para exageros ou algo do tipo. A trama central se mantém firme, inclusive sob o ponto de vista histórico, e muitas cenas com muita ação vão se sucedendo. Uma delas é bem interessante, quando um pequeno grupo de soldados da Manchúria, os vilões do filme, acabam cercados por um feroz e selvagem tigre, bem no meio de uma ravina! A atriz Chae-won Moon também se mostra bem talentosa. A produção em si é muito boa, com ótimos figurinos e preciosa reconstituição de época. Tudo de muito bom gosto. Em relação ao nosso mercado deixo um aviso: procure por uma versão legendada, com som original, porque infelizmente a versão dublada no Brasil deixa bastante a desejar. Um trabalho muito mal feito, vamos convir. Então é isso, fica a dica desse filme coreano que vai certamente satisfazer a vontade dos fãs de filmes orientais. Vale a pena.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.7

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir