domingo, 14 de dezembro de 2014

O Amante da Rainha

Título no Brasil: O Amante da Rainha
Título Original: En Kongelig Affære
Ano de Produção: 2012
País: Dinamarca, Suécia, República Tcheca
Estúdio: Zentropa Entertainments, Danmarks Radio
Direção: Nikolaj Arcel
Roteiro: Bodil Steensen-Leth, Rasmus Heisterberg
Elenco: Alicia Vikander, Mads Mikkelsen, Mikkel Boe Følsgaard, Trine Dyrholm

Sinopse:
Caroline Mathilde (Alicia Vikander) é uma jovem nobre inglesa que é prometida em casamento ao Rei da Dinamarca. Inicialmente ela teme por seu futuro, pois não acredita em casamentos arranjados. Por pressão da família e da sociedade porém acaba aceitando seu destino. Uma vez na nova nação ela é finalmente apresentada ao monarca, um rapaz imaturo e inconsequente, que demonstra um comportamento estranho e fora do comum. Não demora muito e ela toma conhecimento dos boatos que envolvem Christian VIII (Mikkel Boe Følsgaard), pois correm rumores na corte e entre o povo que ele está na verdade ficando louco. Infeliz em seu relacionamento fracassado, ela então decide arranjar um amante, o próprio médico particular do monarca, o Dr. Johann Friedrich Struensee (Mads Mikkelsen).

Comentários:
"O Amante da Rainha" é uma produção dinamarquesa que concorreu ao Oscar na categoria de Melhor Filme Estrangeiro. Uma película requintada e muito bem realizada que conta a história real de um monarca jovem e despreparado, apresentando sinais de loucura, que assumiu o trono daquele país após a morte de seu pai. A sua rainha, uma garota inglesa que o desprezava por causa de suas atitudes infantis e constrangedoras, não demora muito ao se apaixonar pelo médico Johann Struensee (Mikkelsen), um homem culto com ideias iluministas que inicialmente cai nas graças do Rei, para depois dividir o leito da Rainha em seu próprio palácio. O contexto histórico é dos mais interessantes pois naquele momento a Europa via suas monarquias absolutistas perderem o controle, surgindo então as monarquias constitucionais e os regimes liberais, frutos de uma visão iluminista da política, onde se destacavam os pensamentos racionais em torno do poder de cada Estado, em que autores e filósofos importantes como Rousseau e Voltaire mostravam as contradições dos sistemas políticos reinantes. O Dr. Struensee era um ávido leitor dessas obras e a Rainha, bem mais culta e instruída que seu tolo marido, logo criou um vínculo emocional e intelectual com ele. Com um Rei fraco e dominado, mais interessado em frequentar bórdeis e se embriagar, não foi complicado para que, aos poucos, o verdadeiro poder fosse passado para as mãos de Struensee, que passou a reinar de fato, ao mesmo tempo em que desfrutava dos favores sexuais da Rainha. Claro que uma situação tão escandalosa como essa logo caiu na boca do povo, da nobreza e do clero, surgindo desse sentimento de indignação um grupo de oposição decidido a acabar com essa situação vergonhosa do ponto de vista moral. Em termos de produção em si não há o que criticar. O filme foi rodado nos mesmos palácios onde tudo aconteceu, o figurino é rico e elegante e os atores estão perfeitos em seus personagens. Entre eles destaco Mads Mikkelsen como o Dr. Struensee. Um homem com boas intenções, porém ambicioso e maquiavélico ao extremo. Para o grande público será logo reconhecido por seu trabalho na série "Hannibal" onde interpreta com classe o famoso serial killer Dr. Hannibal Lecter. Ambos os personagens possuem aspectos em comum e Mikkelsen mantém o mesmo modo de ser, com muita elegância e charme em cada cena. Assim esse filme servirá como incentivo para o cinéfilo conhecer melhor o cinema que está sendo feito nos chamados países nórdicos europeus. Não é de hoje que temos uma qualidade cinematográfica excepcional vindo dessas distantes e frias nações. É certamente muito enriquecedor do ponto de vista cultural conhecer obras como essa.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário:

  1. O Amante da Rainha
    Data de Lançamento: Fevereiro de 2013 (Brasil)

    ResponderExcluir