sexta-feira, 8 de junho de 2018

Paulo, Apóstolo de Cristo

Filme que procura contar a história de Paulo de Tarso, um dos mais importantes seguidores da mensagem de Jesus. A ideia é boa, bem-vinda, mas a execução deixa a desejar. Tudo surge como algo bem superficial. O centro do roteiro se concentra na amizade entre Lucas e Paulo. Lucas, para quem não sabe, foi um dos escritores do novo testamento, um médico amigo, muito próximo de Paulo, que consegue receber autorização para visitar Tarso na prisão romana. Dessas visitas surgem os primeiros escritos, algo que iria dar origem a um dos primeiros evangelhos. Já estando preso, Paulo vai assim recordando o passado, com passagens importantes em sua vida, quando caiu na estrada de Damasco e teve uma visão do próprio Jesus, que lhe perguntava porque ele o perseguia.

Paulo, um judeu violento e fanatizado, havia perseguido cristãos no advento do nascimento da nova religião. Após a crise em Damasco, ele finalmente mudou os rumos de sua vida, se tornando assim um dos mais comprometidos com a nova causa, se tornando uma figura essencial na difusão da nova crença. Infelizmente, como eu escrevi no começo desse texto, tudo soa um tanto superficial. O surgimento do cristianismo foi algo historicamente marcante, turbulento, cheio de nuances importantes que o roteiro ora ignora, ora trata com extrema superficialidade. A única boa novidade é que o filme serve, pelo menos, como porta de entrada para os que tiveram curiosidade para se aprofundar na obra de Paulo. Só que nesse caso não haverá outro jeito, pois apenas com a leitura das obras certas você terá uma consciência maior sobre esse homem que foi um dos mais importantes no nascimento do cristianismo tal como o conhecemos.

Paulo, Apóstolo de Cristo (Paul, Apostle of Christ, Estados Unidos, 2018) Direção: Andrew Hyatt / Roteiro: Terence Berden, Andrew Hyatt / Elenco: Jim Caviezel, James Faulkner, Olivier Martinez / Sinopse: O filme conta a história de Paulo de Tarso, um judeu convertido ao cristianismo, antigo perseguidor de cristãos que abraça a nova fé, fazendo da mensagem de Jesus de Nazaré o seu objetivo de vida.  Filme baseado em fatos históricos reais, no nascimento dos primeiros escritos que dariam origem ao Novo Testamento.

Pablo Aluísio.

3 comentários:

  1. Paulo, Apóstolo de Cristo

    Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★
    Roteiro: ★★
    Cotação Geral: ★★
    Nota Geral: 6.6

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir
  2. Pablo:

    Hoje eu cantei em uma missa as 7:00 hs. e numa igreja aqui perto de casa e na homilia o Padre disse que o Paulo se chamava de "o último dos santos", quando nada verdade ele era o primeiro. Eu concordo, pois o Pedro, a que se credita a origem da igreja, sempre foi um poço de dúvidas, e covardias, enquanto o Paulo se jogou com toda a sua coragem, cultura e influencia por ser romano, em prol da palavra de Cristo. É bem verdade que ele deu uma amaciada na filosofia original para não ofender demais o politeístas romanos, deu uma ajudeuzada nos preceitos para amansar os judeus, mas no cômputo geral foi o grande responsável pela solidificação da maior religião do planeta. Grande Paulo de Tarso.

    ResponderExcluir
  3. Paulo foi o grande intelectual do surgimento do cristianismo. Homem letrado, cidadão romano, ele conseguiu entrar onde outros não puderam. Além disso, de seu lado de pregador, também foi o homem responsável pela coesão da doutrina cristã, que naquele momento histórico ainda precisava de alguém que colocasse ordem em tudo isso. Por fim, esqueci de escrever na resenha, que a cena final desse filme é uma das melhores coisas de todo a obra. Muito bonito o final, emocionante até!

    ResponderExcluir