domingo, 2 de julho de 2017

The Beatles - Abbey Road - Parte 4

Durante muitos anos "Something" foi considerada a grande música de George Harrison no álbum "Abbey Road". Não havia nada de errado nisso. Realmente é um grande clássico e provavelmente o auge da fase criativa de Harrison nos Beatles. Acontece que esse disco trazia também outra obra prima do repertório de George, a linda "Here Comes The Sun". Ela abria o lado B do vinil original e era realmente um primor. O curioso é que as origens dessa música trazem um claro paradoxo por parte de Harrison. A música, como podemos notar em sua letra e melodia, tem clara inspiração no movimento hippie. A letra evocando amor, natureza e bucolismo, se encaixa perfeitamente bem nesse sentido. A questão é que o próprio George não tinha uma opinião muito favorável sobre esse mesmo movimento. Em mais de uma vez ele criticou os hippies.

Em certa ocasião George foi convidado para participar de um encontro hippie na Califórnia. Ele prontamente aceitou o convite pois achou que iria encontrar pessoas comprometidas em criar um novo mundo, baseado na difundida mensagem da paz e do amor. Mas ao chegar lá George encontrou algo completamente diferente. Em suas próprias palavras: "Quando cheguei no encontro tudo o que encontrei foi um bando de jovens drogados... drogados e sujos, ralando pela lama. Ninguém ali queria discutir filosofia, paz ou amor, mas sim tomar drogas...". Apesar da decepção com os hippies, George acabou compondo e gravando essa canção que para muitos é a maior canção hippie já feita. Contraditório? Sim, mas isso fazia parte da personalidade complexa do Beatle.

"Because" é mais uma obra prima desse álbum. Para entender bem essa canção é interessante saber de onde ela veio e que movimentos musicais acabaria inspirando. O rock progressivo ficou muito associado a uma característica básica: a união entre o rock, música popular por excelência, e o clássico, com sua erudição. Isso é bem demonstrado em álbuns de grupos como Pink Floyd e Yes. O auge do progressivo aconteceu justamente na década de 1970, quando os Beatles já não existiam mais. Isso porém não significa que o grupo não tenha explorado essa linha mais erudita. Um dos maiores exemplos vem nessa faixa do Abbey Road chamada "Because". Aqui os Beatles usaram um arranjo vocal bem de acordo com sua linha tradicional acompanhados de uma orquestração que nos faz lembrar das peças escritas pelo grande Mozart. O uso de instrumentos clássicos, nada comuns de se encontrar em discos de rock, acentua ainda mais esse aspecto. Nem é complicado entender em gravações como essa a importância de George Martin na produção dos discos dos Beatles.

Vou mais além, em minha opinião Lennon e McCartney deveriam ter dado a coautoria da música para Martin pois foi ele, com seus conhecimentos de maestro, que criou toda a sonoridade que aqui ouvimos. Um toque de gênio, com certeza. Ainda insistindo um pouco mais na questão do arranjo vocal penso que esse foi um dos melhores de toda a carreira do grupo. Existe uma versão apenas com as vozes de John, Paul e George, completamente isoladas da parte instrumental, que é de arrepiar. Desde que começaram a cantar, ainda nos tempos de colegiais, sempre seguindo a linha de grupos como The Everly Brothers, os Beatles procuravam a melhorar a cada ano. Pois foi justamente em Abbey Road, nessa canção "Because", que eles atingiram o seu auge de perfeição. Perfeitamente sincronizados e com uma afinação de fazer qualquer amante de boa música, bater palmas, essa faixa e sua execução vocal está certamente entre os grandes momentos do conjunto. "Because" é outro momento desse álbum que pode ser chamado, sem favor algum, de obra prima da música. Um verdadeiro primor musical.

Pablo Aluísio.

6 comentários:

  1. The Beatles - Abbey Road - Parte 4
    Pablo Aluísio
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir
  2. Pablo, no Brasil Here Comes The Sun virou La Vem o Sol, uma das coisas mais medonhas que já fizeram com uma música dos Beatles; e bem com essa que é maravilhosa. Pena que para cada Nina Simoni haja um Lulu Santos. Também... esperar o que de um Lulu?

    ResponderExcluir
  3. ... Lá vem o sol, turururu, lá vem o sol, turururu...

    É... realmente não dá!

    ResponderExcluir
  4. Pobres Beatles, tendo que suportar esses hereges aproveitadores.

    Comment: Elvis.

    ResponderExcluir
  5. Se os direitos autorais das músicas ainda pertencessem a eles, provavelmente não teríamos esse tipo de coisa, porém como tudo está nas mãos de bancos e grupos financeiros internacionais o que anda valendo é o lucro. Pagou, levou! Grave sua versão!

    ResponderExcluir
  6. No documentário sobre o George "Living in Material World", Eric Clapton diz que estava com George quando ouviu a primeira vez a "Here Comes The Sun". Disse que George sentou com seu violão em direção ao Sol e Clapton descreve como um momento único aquela canção ganhando vida. No livro do Geoff Emerick "Minha Vida Gravando os Beatles", Geoff disse também que Paul até tentou dar um pitaco nessa música, mas George disse que estava ok, não precisava de mais nada. Paul então disse "Ah, mas eu acho que aqui..." e George interrompeu "Olha, eu não tenho que escutar você!!!". Paul sendo Paul e George já cheio disso. "Because" abre a sequência de músicas interligadas com uma beleza ímpar. Depois qeu a gente ouve a versão só com as vozes isoladas, a gente pensa: Como eles conseguiam cantar assim? Isso deve ter sido conquistado durante os anos de turnê onde eles próprios não se escutavam, mas ao chegar no estúdio, da fase Rubber Soul pra frente desenvolveram um estilo único de cantar.
    Agora, pior que a "Lá Vem o Sór" é a "Hey Jude num fica assim"... Sou mais a "Meu Boi" do Zé Fidélis hahahah.
    Um abraço do Baratta.

    ResponderExcluir