domingo, 25 de junho de 2017

The Beatles - Abbey Road - Parte 3

A canção "Octopus's Garden" tem algumas características bem próprias. Essa música foi composta por Richard Starkey, ou melhor dizendo, Ringo. Desde os primeiros discos dos Beatles sempre uma faixa era separada para ser cantada por Ringo. Segundo John as músicas mais simples eram escolhidas por ele e Paul para o baterista soltar a voz. Em um momento pouco feliz de sua tagarelice, John chegou a debochar do baterista durante uma entrevista nos anos 70 dizendo que ele definitivamente "não era o melhor cantor do mundo!". Não deveria ter dito algo assim. De qualquer maneira era tradicional abrir esse espaço para o bom e velho Ringo. A novidade era que "Octopus's Garden" era uma criação própria de Ringo e não apenas uma música composta por Lennon e McCartney e interpretada por ele. De certa maneira causou até mesmo uma surpresa entre John e Paul o fato de Ringo surgir no estúdio com uma canção nova, feita apenas por ele! Não era algo que eles esperavam acontecer durante aquelas sessões.

Desde o momento em que ele mostrou uma demo bem crua para os demais, Paul, John e o produtor George Martin decidiram que ali deveria haver muitos efeitos sonoros, tal como havia acontecido com "Yellow Submarine". Aliás para muitos críticos e especialistas da obra dos Beatles essa canção era mesmo uma espécie de sequência daquela famosa música do álbum "Revolver". Paul e John sentaram no estúdio e escreveram alguns efeitos que deveriam aparecer na gravação. Embora não tenham sido creditados na autoria da canção o fato é que a participação deles foi essencial para que "Octopus's Garden" tivesse aquela sonoridade bem conhecida, diferente de todas as outras músicas desse disco.

Já "I Want You (She's So Heavy)" era uma composição inteiramente feita por John Lennon. Na verdade eram duas músicas diferentes, sobre temas diversos que Lennon resolveu unir em uma só para ser lançada no álbum "Abbey Road". A primeira chamada "I Want You" foi composta para Yoko Ono. John dizia que em relação a ela tinha que compor versos primários mesmo, pois sua paixão pela japonesa era algo primal, praticamente visceral. Por essa razão a maioria das letras falando de seu romance com Yoko eram de uma sinceridade e singeleza que chegavam a incomodar. Essa linha seria seguida por John Lennon em praticamente todos os seus discos da carreira solo que invariavelmente também tinha um só tema: seu amor por Yoko Ono.

Por outro lado "She´s So Heavy" era bem mais pesada. O "She" (Ela) da letra não se referia a uma mulher, mas sim a uma droga. Na época em que a criou John estava afundado em um pesado vício na heroína, uma droga da pesada que causava forte dependência em seus usuários. John já tinha tido problemas antes em escrever letras sobre drogas, principalmente no que dizia respeito a boicotes em rádios inglesas e americanas. Aqui as coisas foram mais amenizadas pois como a música foi unida a outra criou-se a (falsa) impressão que toda a letra dizia somente respeito a Yoko Ono. No estúdio John também resolveu inovar. Criou uma parede sonora, bem pesada, que anos depois seria associada ao Rock Progressivo. Também resolveu fazer um corte abrupto no final da faixa, o que fez alguns compradores voltarem às lojas dizendo que seus discos estavam com defeito! Não era defeito de fabricação, mas sim um jeito inovador que Lennon resolveu criar na sala de edição do produtor George Martin.

Pablo Aluísio.

5 comentários:

  1. The Beatles - Abbey Road - Parte 3
    Pablo Aluísio
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. I Want You (She's So Heavy) - a cada musica como essa fica mais claro quem foram os inspiradores, pra não dizer criadores, do Rock Progressivo.

    Octopus's Garden - o Ringo era mesmo um bobão infantiloide.

    ResponderExcluir
  4. Ringo era bem limitado. Trazer uma música no meio de Lennon e McCartney? Já vale pela coragem... rsrsrs

    E I Want You é aquela coisa... bem experimental, inspirando outros a seguir pelo mesmo caminho...

    ResponderExcluir
  5. Já tinha acontecido isso no Álbum Branco quando ele apareceu com a Don´t Pass Me By. Engraçado foi que na primeira prensagem do Álbum Branco Mono brasileira, a Don´t Pass Me By veio creditada a Lennon e McCartney, até no Brasil demorou pra Ringo ter credibilidade pra alguma coisa, rs. Mas Octopu´s Garden tem um mini ensaio dela no filme Let it Be, com George Harrison mostrando os acordes no piano para uma determnada parte da música. I Want You / She´s So Heavy tem uma sonoridade pesada do início ao fim, gosto muito dessas duas. No livro do Geoff Emerick "Here, There And Everywhere - Minha Vida Gravando os Beatles" , livrinho nefasto até, porqeu o Geoff passa o livro inteiro descendo a lenha em George Harrison, ele fala desse final abrupto em She´s So Heavy. John ficou tão contente com o barulho crescente gravado por Harrison no Moog, um sorriso de orelha a orelha por parte do John, Paul puto olhando pro chão impaciente e John disse pro Geoff cortar a fita exatamente naquele ponto. Geoff olhou pro George Martin que deu de ombros e assim o corte foi feito.
    Um abraço do Baratta.

    ResponderExcluir