quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

As Sangrentas Guerras Napoleônicas

As Sangrentas Guerras Napoleônicas - As guerras promovidas por Napoleão Bonaparte foram extremamente sangrentas, alguns historiadores afirmam que nunca havia antes se morrido tanto nos campos de batalhas da Europa continental. Os números falam por si. Estima-se que três milhões morreram nas diversas batalhas envolvendo Napoleão.

Só na campanha da invasão da Rússia o exército francês perdeu meio milhão de soldados. Um desastre monumental. A explicação para a extensão de tantas mortes, além de soldados feridos, aleijados e lesionados, se deu em razão da grande extensão territorial da própria guerra sem fim promovida por Napoleão. Ele representava os ideais da revolução francesa, que eram um perigo para todas as monarquias da Europa. Por isso Napoleão entrou em guerra com praticamente todas as nações europeias, levando seu grito de guerra para os mais distantes rincões do continente. Foi uma guerra em larga escala e como se poderia prever também foi elevado o número de mortes, tanto em relação aos civis como também aos militares.

Napoleão Bonaparte também incentivou as leis de recrutamento obrigatório, aumentando em muito o número de soldados em seus exércitos. Napoleão igualmente determinou o recrutamento forçado de homens das regiões conquistadas. Ampliou a idade de serviço militar e com isso tudo se tornou inevitável. Mais homens no campo de batalha, mais mortes. Muitos desses soldados também não tinham o devido preparo, por causa do número insuficiente de oficiais para treiná-los adequadamente. Muitos só aprendiam a puxar o gatilho, mas não técnicas de sobrevivência ou de luta no campo de batalha. Napoleão também não era o tão brilhante general que muitos pensavam.

Ele tomou decisões equivocadas, mal pensadas, incentivado apenas por seu ego monumental. Por isso Napoleão colocou muitas de suas tropas em operações que eram verdadeiras missões suicidas, sem chance de êxito. O número de baixas só poderia ser muito elevado. Some-se a isso o despreparo das tropas, a falta de provisões e retaguarda e você entenderá porque em certos aspectos muitas das campanhas de Napoleão foram enormes desastres militares e humanos.

Pablo Aluísio. 

Um comentário:

  1. História & Literatura
    As sangrentas guerras de Napoleão
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir