segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Nicolau I da Rússia

Nicolau I - Com a morte do Czar Alexandre I quem subiu ao trono do império da grande mãe Rússia foi seu irmão, Nicolau I. Ao contrário de Alexandre, que havia sido seduzido pelas teorias iluministas e liberais, Nicolau sempre foi um conservador. Ele havia visto o que tinha acontecido com os ideias revolucionários da França após a queda da dinastia Bourbon. A revolução havia se transformado em um grande banho de sangue, com centenas de milhares de mortos, culminando tudo com a subida ao trono de um ditador maníaco e sanguinário, Napoleão. Assim Nicolau não tinha nenhuma visão utópico sobre os ideais liberais.

Para ele a Rússia deveria continuar como sempre fora, com grande centralização política, visão conservadora e cristã, abafando qualquer tipo de rebelião popular. Foi também um dos monarcas russos mais longevos, ficando trinta anos no poder. Ele subiu ao trono em meio a controvérsias. Pelas regras da sucessão seu irmão mais velho, Constantino, deveria se tornar o novo Czar. Porém para surpresa de muitos ele anunciou que não tinha pretensões ao trono. Assim Nicolau foi coroado Czar de todas as Rússias. O exército não ficou muito contente e começou uma rebelião que logo foi contida pelas forças leais ao novo Czar. Após matar seus líderes, Nicolau deixou claro quais seriam os princípios que iriam dominar durante seu reinado. O Czar teria autoridade máxima e absoluta. Ao seu lado como força de natureza espiritual deveria ser valorizada a união entre o Estado e a Igreja Ortodoxa.

Politicamente o Estado seguiria uma linha conservadora e tradicional, com pequenas e pontuais mudanças de ordem econômica para aumentar a produtividade das terras. O Czar queria modernizar ou até abolir o antigo sistema de servidão que era antiquado demais, pouco produtivo e fruto de enormes desperdícios. Para isso o Czar acabou enfrentando resistência da nobreza russa, cuja riqueza vinha justamente desse sistema econômico. Criou-se assim uma queda de braço entre o Czar e sua própria nobreza, formada por grandes proprietários de terras que não queriam mudar nada. Do ponto de vista externo o Czar também enfrentou problemas, entre eles a sangrenta Guerra da Criméia, onde o exército russo acabou sendo derrotado por uma forte aliança reunindo França, Inglaterra e Turquia.

Outro problema ocorreu na Polônia. Desde os tempos de seu irmão, o Czar russo também ocupava o trono da Polônia, mas Nicolau foi deposto pelo próprio congresso polonês que se recusou a continuar tendo o Czar como soberano de sua própria nação. Assim o imperador russo enviou uma grande guarnição do exército imperial para destruir os focos de rebelião. Vitorioso conseguiu recuperar as vastas terras da nação polonesa, mas essa vitória jamais seria consolidada pois o espírito nacionalista daquele país jamais se enfraqueceu. Nicolau I morreu de uma pneumonia quando estava em seu palácio de inverno em São Petesburgo. Ele planejava novos ataques na Criméia quando foi vencido pela doença. Subiu então ao trono seu filho, Alexandre II.

Pablo Aluísio. 

Um comentário:

  1. História & Literatura
    Nicolau I da Rússia
    Todos os direitos reservados

    ResponderExcluir