sábado, 2 de julho de 2016

Pat Boone - Pat Boone

Pat Boone foi um cantor muito popular nos anos 1950. Ele fazia uma linha bem mais comportada do que um Elvis Presley, por exemplo. Ao invés do roqueiro selvagem com cabelo cheio de brilhantina, Boone encarnava o bom moço, o genro que toda mãe gostaria de ter. Para entender bem esse aspecto basta ver a capa desse disco. Boone está em um ambiente universitário, estudando, sorridente, enquanto espera a chamada para entrar em sala de aula. Mais inofensivo do que isso impossível.

Nesse disco aqui, lançado no auge de sua popularidade, Boone desfila seu repertório. O curioso é que há grandes clássicos do rock como por exemplo Tutti Frutti (também gravada por Elvis em composição original de Little Richard) e Ain't That A Shame (trazendo o melhor do rock blues da Louisiana). Como era de se esperar o bom e velho Pat ameniza o aspecto mais, diríamos, rebelde e selvagem dessas canções. Tudo é bem mais suavizado. De qualquer maneira ainda gosto bastante dessas faixas. Acho inclusive que exageram quando tentam desqualificar a discografia de Pat Boone o chamando de "Mauricinho" ou coisas do tipo. Ele tinha talento, boa voz e seus discos eram bem produzidos. Resumir tudo apenas em puro preconceito é algo bem rasteiro.

Pat Boone - Pat Boone (1956)
Ain't That A Shame
Rich In Love
Two Hearts
No Other Arms
Now I Know
Gee Whittakers
At My Front Door
Take The Time
Tutti Frutti
Tra-La-La
Tennessee Saturday Night
I'll Be Home

Pablo Aluísio.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Produção: ★★★
    Arranjos: ★★★
    Letras: ★★★
    Direção de Arte: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.8

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir