quarta-feira, 25 de maio de 2016

Elvis Presley - Always On My Mind

Com a chegada do CD no mercado a gravadora de Elvis Presley começou a lançar novas coletâneas turbinadas para os novos tempos. Capas foram criadas - algumas bem exageradas - e novas seleções de repertório foram elaboradas pelos executivos. A despeito da nova roupagem o fato é que não havia nada de novo uma vez que Elvis estava morto e pelo menos até aquele momento a gravadora se limitava a apenas lançar uma coletânea atrás da outra, sem grande atrativos para os fãs mais veteranos.

Esse "Always On My Mind" aproveitava o sucesso mundial tardio da música título que na época da carreira de Elvis não havia se destacado, sendo lançada como mero lado B de um single com "Separate Ways". A RCA apenas aproveitou a capa do álbum "Elvis" de 1973 e criou essa direção de arte bem new wave, vamos colocar dessa forma. O repertório é todo baseado entre o final dos anos 60 e a década de 70. Da fase final da carreira de Elvis pincelaram as canções "Unchained Melody" (do álbum Moody Blue), "Bitter They Are, Harder They Fall". "Solitaire" e "Hurt" (do disco "From Elvis Boulevard"). Depois preencheram tudo com músicas de discos diversos da carreira do cantor como "I've Lost You" (do That´s The Way It Is) e "My Boy" (de 1974, do "Good Times"). Nada mais do que isso. Mesmo na época de lançamento desse CD no Brasil, quando o Compact Disc ainda era uma grande novidade tecnológica, ele não chegou a me interessar. Como um fã de Elvis que estava interessado em sua discografia oficial ele não me chamou maior atenção. Para admiradores ocasionais e marinheiros de primeira viagem porém pode até servir como cartão de visitas do tipo de som que Elvis fazia em seus momentos finais. Se esse for o seu caso, bem, arrisque!

Elvis Presley - Always On My Mind
1. Separate Ways
2. Don't Cry Daddy
3. My Boy
4. Solitaire
5. Bitter They Are, Harder They Fall
6. Hurt
7. Pieces Of My Life
8. I Miss You
9. It's Midnight
10. I've Lost You
11. You Gave Me A Mountain
12. Unchained Melody
13. Always On My Mind

Pablo Aluísio.

6 comentários:

  1. Avaliação:
    Produção: ★★★
    Arranjos: ★★★
    Letras: ★★★
    Direção de Arte: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.6

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir
  2. É inacreditável que eu vá dizer isso, mas Always On My Mind, apesar de lindamente interpretada pelo Elvis, com todo o sentimento que a perda da Priscila inspirava, não consegue superar a versão do Willie Nelson que tem um travo na voz, imperfeita e anasalada, e que, até por conta destes "defeitos", imprimi um peso e uma tristeza neta canção que é insuperável até hoje.

    ResponderExcluir
  3. Cada versão de "Always on My Mind" tem suas qualidades. Concordo com sua opinião em relação ao Nelson. Agora aquele feeling dele é bem country, algo que não existe na versão de Elvis. Em termos de desenvoltura a gravação de Elvis tem mais fluidez. Gosto também de seu arranjo, completo e sem excessos.

    ResponderExcluir
  4. Corrigindo: "imprimE um peso e tristeza neSta canção"

    ResponderExcluir
  5. Pablo, por favor me diz uma coisa?
    Quando foi que "Always on my Mind" foi realmente descoberta pelo grande público e como se deu isso?
    Eu como já cresci sabendo quem era Elvis na época em que Always on my mind já era o principal sucesso dele aqui no Brasil.
    Pelo menos foi assim que a imagem dele me foi vendida pela midia, como o cantor de Always on my Mind.

    ResponderExcluir
  6. A descoberta só veio nos anos 80. Dois fatos marcaram o sucesso da canção. O primeiro foi uma versão do grupo Pet Shop Boys que virou hit internacional, vendendo milhões de cópias. O segundo foi a inclusão da canção como tema principal da série "Elvis e Eu" que também foi um grande sucesso de audiência na TV.

    ResponderExcluir