terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Elefante / Kurt Cobain About a Son

Elefante
Em abril de 1999 dois jovens estudantes fortemente armados entraram em uma escola no Colorado chamada Columbine e abriram fogo contra alunos, professores e funcionários. Foi a maior tragédia estudantil da história dos Estados Unidos até aquele momento, algo que chocou todo o mundo pela violência e pela loucura daquele ato sem sentido. O diretor Gus Van Sant se inspirou justamente nesse trágico evento para rodar "Elephant" em 2003. O interessante dessa obra é que ela em nenhum momento toma o caminho fácil, de uma narrativa tradicional, redondinha e nos padrões comerciais. O cineasta foi inovador o suficiente para fugir do lugar comum. Dessa maneira o roteiro investe muito mais em percepções, sensações e impressões psicológicas do que em qualquer outra coisa. Gus Van Sant procura quase por um tom de documentário, mas sem apelar para sensacionalismos ou emoções baratas. Ao lado do aspecto documental ele também inseriu um certo estilo sensorial, quase de delírio. Em entrevista o diretor explicou que tinha receios de explorar a tragédia por causa das famílias das vítimas. Muitos dos alunos mortos eram praticamente crianças que foram assassinadas por um ato bárbaro de insanidade e loucura. Assim ele procurou por uma forma de amostragem mais lírica, quase surreal. A história de Columbine seria mais tarde mostrada no cinema com mais realismo, porém em termos de valor cinematográfico poucos filmes conseguiram atingir o impacto de "Elefante". Sim, é perturbador e muito provavelmente não sairá de sua cabeça por um longo tempo, mas isso não é um defeito, pelo contrário, é uma qualidade. Ao mesmo tempo pode-se dizer que é de fato um grande filme. Gus Van Sant estava realmente em um momento inspirado quando rodou o filme. / Elefante (Elephant, EUA, 2003) Direção: Gus Van Sant / Roteiro: Gus Van Sant / Elenco: Elias McConnell, Alex Frost, Eric Deulen.

Kurt Cobain About a Son
Outro fato marcante da década de 1990 foi o suicídio do vocalista do grupo de rock Nirvana, Kurt Cobain. Em abril de 1994 ele subiu as escadas de sua casa em Seattle levando um rifle a tiracolo. Sentou-se numa cadeira, colocou o cano da arma na boca e disparou! Foi outro momento trágico que até hoje soa sem sentido. Corroído por um forte vício em heroína, Cobain vinha há tempos tentando se livrar das drogas, chegou ao ponto de se internar em vários centros de reabilitação, mas nada disso o conseguia livrar da absurda dependência química. Depois de mais uma recaída ele resolveu colocar um fim em tudo, o que de certa forma já era previsto uma vez que em seu último disco ele já havia escrito um refrão numa das canções com a seguinte frase: "Eu me odeio e quero me matar!". "Kurt Cobain About a Son" é um documentário que tenta explicar o que aconteceu usando fragmentos, pensamentos e ideias deixadas por Cobain em sua vida. Eu gostei do formato desse filme porque ele é bem mais poético do que se iria explorar depois em outros documentários sobre a vida e morte do líder do Nirvana. Tudo é levado quase como se fosse um poema de tragédia e morte. Juridicamente o filme enfrentou problemas principalmente pela disputa de direitos autorais envolvendo a viúva de Cobain (a maluca da Courtney Love) e os demais membros da banda. Ignore isso e aproveite os méritos cinematográficos que são muitos. Vale realmente a pena conhecer. / Kurt Cobain About a Son (EUA, 2006) Direção: AJ Schnack / Roteiro: AJ Schnack / Elenco: Kurt Cobain, Michael Azerrad, Courtney Love.

Pablo Aluísio.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Elefante ★★★★
    Kurt Cobain About a Son ★★★★

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir